Category

Organização

Category

Danças de casamento: 4 dicas inspiradoras para que a sua festa fique incrível

A hora da dança no casamento é um momento muito especial, pois faz a transição entre o jantar (caso a cerimônia seja à noite) e o início da festa, nos eventos com cerimonial mais clássico.

A dança também pode ser uma forma de animar os convidados ou mesmo de celebrar o enlace com pessoas queridas pelos noivos, como padrinhos e madrinhas.

Sem dúvidas, a valsa é um dos estilos de dança mais tradicionais em casamentos. Ela combina com cerimônias formais ou que sigam protocolos sofisticados. Se esse é o estilo do seu casamento, vale sim dançar uma valsa!

Mas, caso a valsa não tenha nada a ver com a sua personalidade ou com o tipo de festa que você pensou para o seu grande dia, tudo bem. Você pode optar por outros estilos. Hoje, as cerimônias de casamento estão cada vez mais descontraídas. O que importa é que a singularidade dos noivos (seus gostos pessoais, suas preferências musicais etc) esteja presente em cada detalhe.

Neste post, elencamos algumas dicas inspiradoras para que sua dança no casamento seja um momento incrível. Confira!

1. Valsa divertida

Se você não quer abrir mão da valsa, mas, ainda assim, quer fazer um dança mais descontraída, pode apostar nessa opção.

Os noivos começam a dançar uma valsa clássica e, aos poucos, a música é mixada para um ritmo mais divertido, que pode ser dance, anos 70, ou qualquer tipo de música que seja do gosto dos noivos e combine com a festa. Se seu casamento for temático, por exemplo, pode colocar uma música que combine com o tema da celebração.

2. Coreografias elaboradas

Se os noivos têm habilidade ao dançar, as coreografias elaboradas são uma ótima opção para surpreender os convidados. Com certeza, ficarão na memória de todos!

Se você quiser, pode, inclusive, fazer um mix de ritmos durante a coreografia, para deixar a dança ainda mais dinâmica. Nesse momento, a ajuda de uma coreógrafa pode ser interessante para elaborar passos originais.

3. Dança com os padrinhos e madrinhas

Uma ótima ideia para a dança no casamento é juntar os padrinhos e madrinhas e montar uma coreografia bastante animada. Por ser em grupo, isso vai exigir que todos se encontrem para os ensaios, então, verifique a disponibilidade de todos antes de optar por esse estilo.

Esse tipo de dança deixa o casamento super descontraído, e é ótima para chamar os outros convidados para a pista.

4. Tango

O ritmo demanda bastante ensaio dos noivos, para todos os passos saírem bem certinhos na hora da dança. É ideal para casamentos noturnos, pois o tango cria uma atmosfera mais intimista no ambiente. Deve ser feito antes do início da festa para que os noivos tenham bastante espaço para executar a dança.

Como você viu, existem diversas maneiras de fazer da dança no casamento um momento original e incrível, que tenha a personalidade dos noivos e emocione todos os convidados.

O mais importante é que você esteja confortável com o estilo de dança que escolheu e se divirta!

O que você achou deste post? Tem alguma história sobre dança no casamento para compartilhar com a gente? Deixe seu recado nos comentários!

Checklist de casamento: saiba quais itens não podem faltar no seu planejamento!

Em meio a tantas preocupações, o checklist de casamento é fundamental para que nada seja esquecido pelos noivos para a preparação do grande dia.

Alguns itens e serviços são essenciais e precisam ser definidos com antecedência para que não haja nenhum imprevisto.

Para que tudo saia perfeito, que tal saber quais desses serviços precisam estar na sua checklist? O post a seguir não deixará você se esquecer de nada! Mostraremos tudo o que não pode faltar na sua lista para o grande dia. Acompanhe!

Local da cerimônia: primeiro item do checklist de casamento

Esse item veio primeiro e não por acaso! O local da cerimônia tem que estar no topo da sua lista, pois é a primeira coisa que deve ser feita após a data ser definida.

Especialmente para quem vai se casar em igreja, o agendamento precisa ser feito com muita antecedência, já que a procura é grande e as datas disponíveis estão sempre meses à frente. O ideal é reservar o local um ano antes.

Lista de convidados: um dos itens mais importantes

A lista de convidados precisa ser definida logo após o local da cerimônia, isso se os noivos já não tiverem esse item definido antes.

Além de ser uma parte divertida e também complexa, a lista será fundamental daqui para frente. Afinal, o número de convidados irá interferir no tamanho do buffet, lembrancinhas e na organização da cerimônia como um todo.

Para definir o local da festa, por exemplo, é imprescindível que já tenha sido definido quantas pessoas estarão presentes, já que algumas casas de festa limitam a quantidade de pessoas para que possam receber os convidados com conforto.

Orçamento: definindo uma série de escolhas

Depois de definir o local da cerimônia e a lista de convidados, já dá para ter uma noção do quanto será gasto no casamento. Geralmente, isso deve ser feito com um ano de antecedência para que o casal se planeje bem e com tranquilidade.

Lembre-se de sempre pensar em valores mais altos, “errando” sempre para mais, para que não haja surpresas. Depois, é só fazer cotações e tentar achar o melhor custo-benefício.

Local da festa: logo depois de definir a cerimônia

Com a lista de convidados, o orçamento, a data e o local da cerimônia definidos, chegou a hora de escolher onde será a festa.

As casas e os salões também têm suas agendas concorridas, por isso, você não pode deixar essa tarefa para depois.

O recomendado é escolher o local entre um ano e dez meses de antecedência para que tudo seja feito da melhor maneira possível, tanto para você quanto para os organizadores do local.

Buffet: depois de definir convidados e festa

O buffet é uma parte literalmente gostosa da checklist! Existem muitas opções no mercado, e algumas casas de festa oferecem serviços de buffet próprios, fazendo um pacote de casamento. Entretanto, a escolha fica a cargo dos noivos.

É necessário fazer isso com certa antecedência, cerca de oito meses antes do grande dia, já que há a busca e a cotação de preços e também a degustação das comidas.

Decoração: para dar a cara dos noivos ao casamento

A decoração é uma forma de expressão por parte dos noivos, então precisa ser cheia de personalidade e beleza. Defina com, aproximadamente, seis meses de antecedência, sempre pensando no estilo do seu casamento.

Seja de forma tradicional, moderna, simples ou sofisticada, a ideia que você quer transmitir deve estar em perfeita harmonia com a decoração da cerimônia e da festa.

Foto e vídeo: o registro do grande dia em imagens

As fotos são essenciais! Elas são o registro em imagens dos momentos de emoção e amor do dia do casamento. Defina o profissional ou a empresa responsáveis com, no mínimo, seis meses de antecedência.

Não se esqueça de olhar o portfólio do contratado. Isso lhe ajudará a ter uma noção da qualidade e do estilo de trabalho. As fotos e vídeos são um material eterno, que trará ótimas lembranças.

Esses são os principais itens da sua checklist de casamento. Analise com cuidado o que não pode faltar e faça seu planejamento o quanto antes.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e fique por dentro de tudo sobre casamentos!

5 ideias de festas temáticas para considerar no seu casamento!

Se você sonha com um casamento único, de bom gosto, refinado e divertido, uma boa opção é considerar as festas temáticas.

Elas dão o tom ideal de descontração ao evento, sem perder a sofisticação que a data requer. O importante é que o tema tenha a ver com a história dos noivos e, claro, que os convidados se sintam à vontade.

Ao planejar sua festa, tente considerar as preferências e faixa etária dos convidados. É claro que a maioria das pessoas tem gostos diferentes, mas você pode tentar encontrar pontos em comum entre seus familiares e amigos. Assim, com certeza, será possível criar um clima harmônico na festa.

É fundamental que os convidados saibam que se trata de uma festa temática. Portanto, os convites precisam ser entregues com tempo suficiente para que eles possam se programar e encontrar fantasias adequadas.

Veja agora 5 dicas de festas temáticas para o seu casamento!

1. Mexicana

O México é um país que lembra entusiasmo, festa, vibração e boas energias. Para compor o visual dessa festa, opte por uma decoração com cores alegres e vivas, como vermelho, laranja e amarelo.

Para entrar ainda mais no clima, invista nos famosos sombreros, reconhecidos como acessórios típicos do país. A gastronomia é outro ponto forte: o cardápio mexicano tem muitos temperos e sabores peculiares. Vale incorporá-los ao seu menu.

2. Anos 60

Outra ideia que funciona bem em festas desse tipo é a escolha de uma época histórica para servir de tema. No caso dos anos 60, é um tema que funciona bem, especialmente se você tem convidados mais velhos, que vivenciaram essa fase.

Escolha uma decoração com tons pastéis e vintage e peça para o DJ tocar algumas músicas clássicas desse período. Vale investir também em uma vitrola jukebox, para os convidados escolherem suas músicas preferidas.

3. Baile de máscaras

O baile de máscaras costuma trazer bastante requinte à festa. Como os convidados devem estar cientes da necessidade de usar uma máscara, deixe isso bem claro no convite, para que ninguém se sinta deslocado.

Na decoração, coloque máscaras em pontos específicos e iluminados do salão. A vantagem desse tema é que não existe um cardápio específico e você pode adaptar tudo ao seu gosto.

4. Cor predominante

Eleger uma cor como tema da sua festa é muito bacana, por causa do efeito visual que cria no ambiente.

Faça toda a decoração no tom escolhido (flores, luminárias, móveis e objetos) e peça para os convidados também irem vestidos com a cor. O cardápio de canapés e bebidas pode ficar à sua escolha.

5. História que marcou o casal

Uma história marcante na vida a dois pode ser uma boa inspiração para o tema da festa. Pode ser uma viagem que curtiram juntos, uma banda que aproximou vocês ou a cidade onde se conheceram. Além de superemocionante, a festa ficará com a cara dos noivos!

As festas temáticas são uma ótima alternativa para comemorar seu casamento com estilo. Se você gostou deste conteúdo e quer ver mais dicas para planejar uma festa incrível, siga-nos no Facebook!

Casamento em jardim: saiba como preparar uma festa incrível!

O casamento em jardim conquista cada vez mais noivos! O ar tranquilo e natural é capaz de dar todo o tom da festa, criando uma verdadeira identidade visual para o evento.

O melhor a se fazer é aproveitar o clima em todos os aspectos: decoração, trajes, buffet e fotos. Tudo pode envolver a ideia campestre, com muito charme e beleza. Quer saber como preparar uma festa incrível?

O post a seguir conta tudo que você precisa saber para que sua festa de casamento seja incrível, utilizando essa temática da melhor maneira e criando um momento eterno. Confira!

Aproveite as opções de decoração para casamento em jardim

O visual característico abre espaço para uma decoração mais rústica, com elementos do campo e um acabamento simples, ou composta de itens que ilustrem o amor entre o casal, conferindo um toque diferente para o casamento.

Em uma linha mais rústica, as cadeiras, mesas e móveis usados na festa podem ser de madeira na cor natural do material. Nesse caso, a natureza é o principal destaque.

Há também a opção de trazer um estilo um pouco mais colorido para esses elementos simples. Cores como amarelo, roxo, branco e azul ganham muito destaque, lembrando a mobília das casas de campo.

As flores estão presentes sem limitações! A decoração pede esse elemento em abundância, em arranjos presos nos móveis, pelo chão e onde mais houver espaço. É interessante que a escolha seja de espécies características da época do ano em que o casamento acontecer.

Aplique o conceito campestre nos trajes

As roupas também absorvem o clima quando realizamos um casamento no jardim. O luxo das grandes cerimônias tradicionais dão lugar a tons pastel, roupas leves e sapatos confortáveis.

A noiva pode diminuir o volume de seu vestido, usando algo mais leve e com uma cauda menor, ideal para cerimônias diurnas. O branco tradicional pode dar lugar ao off-white com muito charme. A coroa de flores aparece como um acessório lindo e temático!

Para o noivo, o terno ganha uma aparência mais descontraída. Os mais utilizados na ocasião são o bege, o cinza e o azul-bebê. A gravata borboleta pode surgir, mas é possível dispensar esse item.

Os sapatos também são mais estilosos. O marrom substitui o preto e aparecem modelos mais leves, como mocassins e oxfords.

Escolha um buffet mais leve e adequado

O buffet também ganha características próprias, muito por conta do horário da cerimônia e do clima. É comum a temperatura estar um pouco mais alta pelo fato da festa ser a céu aberto, sem sistemas de ar-condicionado.

Essas condições fazem com que haja a necessidade de escolha de produtos frescos, para que nada estrague, além de pratos e bebidas refrescantes, que ajudem a amenizar um possível calor.

Para as cerimônias realizadas pela manhã, um brunch atende bem, com alimentos leves e variados. Se o casamento for durante a tarde, vale prezar por um almoço reforçado e com alimentos leves, como frutas.

As cerimônias noturnas seguem a programação tradicional, com um jantar principal. Os doces caseiros são bem-vindos nesse tipo de casamento, pois remetem à ideia de campo.

Aproveite a natureza para fotos

O álbum de fotos será recheado de registros incríveis, sempre com paisagens lindas como plano de fundo! Dá para aproveitar muito bem a natureza nos cliques do casal, sempre mostrando a beleza de um casamento campestre.

Inclusive, o ensaio pré-wedding pode ser feito no local: basta combinar antes com quem é responsável por alugar o jardim para a festa. Com certeza o casamento será lembrado com muito nostalgia e alegria pelo álbum de fotos.

Agora você já sabe como aproveitar todos os elementos de um casamento em jardim! Tem alguma outra dica legal? Conte para a gente nos comentários!

Mini guia do buquê de noiva: tudo que você precisa saber!

A escolha do buquê pode ser uma tarefa difícil, afinal ele é um dos principais acessórios da noiva no grande dia. São muitos detalhes para definir como cores, os tipos de flores e o estilo. Por isso, preparamos este mini guia  do buquê de noiva para te ajudar. Confira!

Identificando o buquê ideal para cada tipo de corpo

Apesar de parecer um detalhe simples, a escolha do buquê certo pode influenciar — e muito — no resultado final. Cada mulher tem um tipo de corpo e isso conta muito no momento da escolha. A altura da noiva, por exemplo, é um dos principais itens para observar.

Para as mulheres mais baixas, os buquês com flores menores e ramos redondos são os mais indicados. Já para as noivas mais altas, recomenda-se as flores maiores e com ramos mais longos.

Definindo o estilo do buquê

O estilo do vestido pode influenciar completamente a escolha do buquê de noiva. Quando o vestido é mais clássico, o buquê pode ser no estilo cascata.

Já os vestidos mais elaborados, o buquê pode ser um pouco mais simples para não confrontar. Agora, se o estilo do vestido for mais simples, a noiva pode ousar na escolha do buquê.

Por isso, é indicado que o estilo do vestido seja definido antes de escolher o buquê.

Escolhendo as cores

Muitas pessoas pensam que a cor do buquê de noiva precisa combinar com a decoração, mas isso não é verdade. O buquê é um acessório que irá compor o look da noiva e, por isso, não precisa fazer referência à decoração do casamento.

Para auxiliar na escolha das cores, alguns profissionais indicam que elas harmonizem com a maquiagem, em especial com a cor do batom. Outros dizem que a cor deve combinar com o tom de pele.

Por exemplo, para as noivas loiras e de pele clara, são indicados os tons pastéis, branco ou variações do vermelho.

As noivas morenas combinam com cores vivas, como o amarelo. Já as ruivas podem apostar em cores quentes, como o laranja.

Além disso, o importante é que a cor agrade a noiva e seja harmônica com todo o visual.

Importância das estações

Dependendo da estação do ano, algumas flores estarão mais bonitas que outras. E o preço também poderá variar bastante. Por isso, é preciso atentar-se às estações antes de decidir o tipo de buquê.

Quando definir a data do casamento, verifique se as flores que você deseja florescem na mesma época. Se a cerimônia for no inverno, as flores que compõem o buquê podem ficar mais juntas. Agora se o casamento acontecer no verão, adicionar folhagens verdes junto ao buquê pode ser uma ótima opção.

Conservando o buquê

Existem diversas formas para conservar um buquê de noiva. Ao ar livre, com glicerina, prensagem, com areia, parafina, entre outros. Porém, os mais comuns são com silicagel e ao ar livre. Veja o passo a passo destes métodos:

Ao ar livre

Para secar o buquê ao ar livre, pendure as flores de cabeça para baixo em um lugar seco e bem arejado. Aguarde, no mínimo, cinco semanas para que ele seque completamente. Feito isso, posicione o buquê em uma urna de acrílico ou em um quadro de vidro.

Silicagel

O silicagel é o mesmo produto (bolinhas) que vem em malas para tirar a umidade. Porém, para o processo de conservação do buquê, vamos usar esse produto em pó. Neste caso, as flores precisam ser retiradas do buquê e colocadas separadamente em um recipiente com tampa. Depois, cubra as flores com o pozinho e deixe secar por alguns dias. Feito isso, as flores estarão prontas para serem colocadas em um quadro.

Além de todas essas dicas sobre buquê de noiva, não esqueça que ele será uma extensão da sua personalidade, por isso, escolha o seu com a ajuda de profissionais, não esquecendo de deixar a sua marca!

Quer ficar por dentro do universo das noivas? Então assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em primeira mão!

Quais são os melhores meses para casar?

Após o noivado, começam os preparativos para o grande dia. Quando o casal anuncia que se casará, logo começam as perguntas e uma das mais importantes é: quando será?

Essa decisão pode ser mais difícil do que parece, afinal, existe uma série de fatores que precisam ser pensados antes de escolher a data para o grande dia.

Para te ajudar com esse dilema, listamos neste post quais são os melhores meses para casar e o que deve ser levado em conta nessa decisão. Acompanhe!

Simbolismo e estações do ano

Antes de pensar nos melhores meses para casar, veja se não tem alguma data importante para vocês. É comum que alguns casamentos sejam cheios de simbolismos que remetem à história do casal.

Muitos casais optam em trocar as alianças no dia em que se conheceram, começaram a namorar ou noivaram. Tem também aqueles que desejam se casar no mesmo dia em que os pais ou avós, como uma forma de homenageá-los.

Outra forma de escolher os melhores meses para casar é definindo primeiro a estação do ano. Normalmente, os casais se identificam com uma época específica. Se vocês gostam de praia e sol, por exemplo, o verão pode ser a melhor opção.

Os doze meses para casar

Depois de definir a estação do ano, chegou o momento de escolher o mês. Na verdade, não existe uma lista com os melhores meses para casar. Tudo depende do gosto dos noivos!

Preparamos uma breve lista dos prós e contras de cada mês. Assim, você terá uma visão geral do que combina e é mais viável para a sua realidade.

Janeiro, fevereiro e março

Os três meses são bem parecidos. A luz do sol e as flores tropicais são incríveis, o que será positivo para o seu álbum de fotos. Além disso, é um período de pouca procura para casamentos e isso será vantagem na hora de negociar os valores.

Por outro lado, esse é um período de férias e muitos fornecedores não trabalham. Por isso, é preciso planejar. O tempo também pode ser um fator negativo: as chuvas e o calor intenso tendem a atrapalhar o grande dia.

Abril, maio e junho

Se você procura os melhores meses para casar, saiba que abril e maio são períodos consagrados. O clima ameno e com poucas chuvas faz desses meses os queridinhos dos noivos. Por ser uma época de muita procura, as datas são disputadas e os valores costumam ser inflacionados.

Junho, por outro lado, é um mês pouco concorrido, o que facilita a negociação com os fornecedores. O clima ameno faz com que as pessoas usem trajes mais confortáveis.

Julho e agosto

Com a chegada do frio intenso, tudo costuma mudar — decoração, trajes e buffet. Julho é o mês das férias, por isso, se você pensa em casar nessa época, o ideal é que planeje e informe os convidados com antecedência.

Agosto tem poucos casamentos pela superstição de que é “o mês do desgosto”. Porém, se você quer economizar, este pode ser o momento perfeito. As tulipas e hortênsias são as flores da estação; aposte nelas para a decoração.

Setembro e outubro

A primavera chegou e com ela as flores, que ficam mais lindas do que nunca. Setembro e outubro podem ser os melhores meses para casar para quem deseja uma cerimônia ao ar livre e com uma decoração mais  romântica. O clima agradável torna esse período bem procurado pelos noivos e os preços podem subir.

Novembro e dezembro

Com o calor marcando presença novamente, os dois últimos meses do ano podem ser ótimas opções. O 13º salário é um incentivo para os noivos escolherem esta época. Por outro lado, são meses bem concorridos e a lua de mel pode ter um valor elevado.

Agora que você sabe os prós e contras, pode selecionar os melhores meses para casar e filtrar até chegar à data ideal. Definindo isso, verifique a disponibilidade com os fornecedores e garanta que seu dia aconteça do jeito que sempre sonhou!

Ficou com alguma dúvida ou tem uma sugestão para compartilhar com a gente? Então deixe o seu comentário!

Como escolher as músicas ideais para o seu casamento?

Escolher as músicas para casamento é um momento especial, tendo em vista que a ocasião é única e tudo precisa sair perfeitamente. Uma boa trilha sonora é capaz de conduzir a cerimônia trazendo ainda mais emoção para os noivos e convidados.

A escolha depende de alguns fatores principais — a maioria deles pessoais, de acordo com as preferências de quem está casando. Também há a decisão de canções para momentos específicos da cerimônia.

Quer saber tudo sobre o assunto e se sentir pronta para fazer a escolha perfeita? O post a seguir vai mostrar como escolher as músicas ideais para o casamento, desde a entrada do noivo até a chegada da noiva. Continue a leitura e confira!

Leve em consideração o gosto musical

Já existem algumas canções tradicionais para cerimônias de casamento — geralmente, elas são românticas ou de cunho religioso. Em um senso comum, acredita-se que essas são as mais adequadas, mas essa escolha também deve ser feita com base no gosto dos noivos.

Só vocês podem dar o aval final, já que o momento é muito pessoal. É ideal fazer uma listinha com essas músicas, conforme os dois forem lembrando de algumas que achem boas para a ocasião.

O casamento é o momento que sela a união entre duas pessoas. Sendo assim, tudo que envolve isso, especialmente durante a cerimônia, precisa ter a cara dos noivos.

Escolha uma música que seja especial para o casal

Todo casal tem uma música que os representa! Ela pode ser especial por conta de sua letra, por ter marcado um momento especial entre os noivos ou qualquer outro motivo que faça com que ela tenha maior peso emocional.

Qual é a canção que representa seu relacionamento? É muito legal ouvir essa música tocando no grande dia de selar a união, especialmente se a canção for romântica. Pense bem para que a escolha seja muito tocante e emocionante para ambos!

Preze por uma música romântica e que desperte emoção

O casamento tem uma série de elementos que emocionam muito, afinal, o momento é muito bonito! O amor, a união e o carinho prevalecem e estão no ar durante a cerimônia, então é legal escolher uma canção bonita e que crie um clima adequado e de acordo com o momento.

Na sua escolha, considere isso! Faça com que, não só os noivos, mas também os familiares e os convidados, se emocionem com a música escolhida, dentro de uma atmosfera sentimental e repleta de amor!

Escolha músicas específicas para cada momento

A cerimônia de casamento é composta por vários momentos, especialmente dentro da igreja. Há a entrada dos noivos, dos pajens e das daminhas e a grande chegada da noiva, além de momentos específicos da celebração, como a bênção dos noivos.

Para cada uma dessas fases da cerimônia, um estilo de música se adequa muito bem, criando uma espécie de linha do tempo do momento. Como falamos, isso ajuda a criar um clima lindo e especial para o casamento.

Entrada do noivo

A escolha pode ser por uma canção elegante e clássica, em um casamento mais tradicional, ou algo mais pessoal, da escolha do noivo, em uma cerimônia mais moderna.

Entrada dos pajens e daminhas

Uma boa escolha é uma música infantil, que represente bem as crianças e não fuja do clima matrimonial. Trilhas sonoras de filmes da Disney são sempre ótimas opções!

Entrada da noiva

Nessa hora, possivelmente a mais esperada da noite, a canção deve elevar a emoção ao máximo: muito romantismo e amor na canção escolhida! No entanto, aqui também há espaço para a noiva escolher algo um pouco diferente, que se adeque mais às suas preferências.

Bênção do casal

Geralmente, esse momento é de muita emoção, pois representa a união eterna do casal. A escolha pode ser de uma canção religiosa ou algo que represente o relacionamento, como falamos.

Saída dos noivos

Esse momento abre uma brecha para uma canção alegre e animada, já que agora é a hora da festa e os noivos já oficializaram o amor. É hora de viverem juntos!

Conheça as músicas para casamento consagradas

Algumas músicas são muito tradicionais entre as cerimônias de casamento, pois carregam requisitos que comumente são buscados por quem está envolvido no momento.

Você certamente já pensou em algumas dessas canções como perfeitas para a ocasião, mas saiba que também há novas queridinhas entre os noivos. Vamos listar algumas abaixo, mixando as tradicionais com algumas escolhas mais moderninhas.

Na entrada dos padrinhos:

  • “Love of My Life”, Queen
  • “Fascinação”, Elis Regina
  • “Endless Love”, Lionel Richie e Diana Ross
  • “I’ll Be There For You”, The Rembrandts (tema da série Friends)
  • “With a Little Help From My Friends”, The Beatles

Na entrada dos pajens e daminhas:

  • “Aquarela”, Toquinho
  • “Let It Go”, Idina Menzel (do filme Frozen)
  • “Over The Rainbow”, Judy Garland (composta por Harold Arlen para o clássico O Mágico de Oz)
  • “Felicidade”, Marcelo Jeneci
  • “Primavera”, Vivaldi
  • “Minueto”, J.S. Bach

Na entrada do noivo:

  • “Con Te Partirò”, Andrea Bocelli
  • “Eu Sei Que Vou Te Amar”, Tom Jobim
  • “I Don’t Wanna Miss a Thing”, Aerosmith (tema do filme Armageddon)
  • “I’m Yours”, Jason Mraz
  • “Clarins de Roma”, Verdi

Na entrada da noiva:

  • “Marcha Nupcial”,  E. Mendelssohn
  • “Per Amore”, Zizi Possi
  • “Immortality”, Céline Dion
  • “Isn’t She Lovely”, Stevie Wonder
  • “Pra Você Guardei o Amor”, Nando Reis e Ana Cañas

Na bênção das alianças:

  • “Jesus Alegria dos Homens”, J.S. Bach
  • “Hallelujah”, Leonard Cohen ou Jeff Buckley
  • “Ave Maria”, Gounod
  • “Nossa Senhora”, Roberto Carlos
  • “Thinking Out Loud”, Ed Sheeran

Saída dos noivos:

  • “Oh Happy Day”, Edwin Hawkins Singers (há versões mais recentes, também)
  • “Fico Assim Sem Você”, Adriana Calcanhotto
  • “Viva La Vida”, Coldplay
  • “I Do”, Colbie Caillat
  • “I Say a Little Prayer”, Aretha Franklin

Deixe seu gosto musical prevalecer, sempre pensando no tema da canção, para que a escolha seja perfeita para o momento e ainda signifique muito para você e o noivo.

Se possível, contrate uma cantora ou cantor de sua preferência. Existem alguns profissionais da música especializados em cerimônias de casamento. A interpretação de alguém ajuda a trazer muita emoção ao momento. Será inesquecível!

Agora você já conhece as principais músicas para casamento e está pronta para fazer sua escolha! Gostou do conteúdo? Então siga nossas páginas no Facebook para estar sempre atualizada com dicas e novidades para as cerimônias mais importantes de sua vida. Encontre-nos no Castelo Aragon e Casa Aragon

Aprenda a montar a mesa de doces perfeita para o seu casamento!

Ao entrar no salão, é para ela que todos os olhares são imediatamente direcionados. Não, não estamos falando da noiva. A atração da vez é a mesa de doces para casamento, que, além de reunir as principais guloseimas da festa, é o detalhe mais importante da decoração. Ela servirá, inclusive, como cenário para as fotos posadas.

No Brasil, os doces são uma tradição no matrimônio e acabam representando o clima da festa. São também uma maneira de agradar a todas aquelas pessoas queridas que foram prestigiar um momento tão importante e especial.

Por tudo isso, a tradicional mesa de doces para casamento merece ser planejada com muito carinho e atenção. Neste artigo, você vai descobrir tudo o que precisa considerar para montar a mesa de doces perfeita. Confira!

Qual é a quantidade ideal de doces?

Em uma boa festa de casamento não pode faltar música, animação e, é claro, docinhos para todos os convidados. Definir a quantidade de doces ideal, porém, é um desafio comum. Aqui, é importante manter o equilíbrio, de modo a não exagerar na encomenda ou economizar demais.

Em média, calcula-se cerca de sete doces por pessoa em uma festa de casamento, mas esse número pode variar de acordo com alguns fatores.

Veja abaixo algumas técnicas que servem como orientação para chegar o mais perto possível do ideal de acordo com o seu casamento:

Sobremesa volante

Além dos doces tradicionais, alguns casais optam por oferecer alguma sobremesa volante aos convidados, que pode ser, por exemplo, sorvete, tortas ou petit gateau. Neste caso, a quantidade de bombons pode cair para quatro por pessoa.

Mas, fique atento! O bolo do casamento e o bem-casado não contam como sobremesa, já que são servidos em momentos diferentes da festa.

Vele lembrar, também, que a maioria dos convidados prefere levar alguns doces para casa. Sendo assim, conte com isso ao definir a quantidade por pessoa.

Tamanho da mesa

O tamanho da mesa é outro fator que influencia na quantidade final de doces. Mesas grandes, por exemplo, pedem mais bombons na sua composição para que fiquem completas por inteiro.

Claro que os arranjos de flores e os artigos de decoração também ocupam espaço, mas, o ideal, é que não haja buracos na mesa para não causar a impressão de que há pouca quantidade de doces ou que eles estão acabando.

Para mesas pequenas, recomenda-se repor os doces conforme os convidados se sirvam. Assim, a mesa não terá aquele aspecto de bombons amontoados e, ao mesmo tempo, fica leve e atrativa.

Quais tipos de doce escolher?

A escolha dos doces para o casamento não é uma tarefa simples, uma vez que é preciso pensar além do gosto do casal.

Para garantir que todos os seus convidados saiam satisfeitos, aposte na variedade, escolhendo dos mais tradicionais aos que são tendência.

Brigadeiros e chocolates

O chocolate é paixão nacional, por isso é item obrigatório em toda mesa de doces para casamento. Aposte tanto nas opções de chocolate puro quanto naquelas que o misturam com mousse de limão, por exemplo. Copinho com ganache, trufas e brigadeiros gourmets também são sucesso garantido.

Castanhas

As nozes são consideradas ingredientes clássicos dos casamentos. Hoje em dia, há muitas opções com a castanha além do tradicional bombom. Seus convidados vão esperar por elas, então selecione um doce como o camafeu de nozes e aposte também em outras variações com castanhas.

Sem lactose

É de muito bom-tom incluir alguns doces para pessoas que possuem restrições alimentares, como a intolerância à lactose. A quantidade deles é reduzida e duas opções já vão fazer com que seus convidados se sintam especiais por receberem tal cuidado.

Receita de família

Caso a sua família tenha alguma história marcante com alguma sobremesa, aproveite a oportunidade para fazer essa homenagem na mesa de doces. Pode ser um quindim, um bombom especial ou qualquer receita que seja tradicional para vocês. Com certeza, será uma sensação inesquecível aos seus familiares.

Como decorar uma mesa de doces para casamento?

A mesa de doces é o principal cenário da festa. Por isso, é preciso investir na decoração para que seja feito um trabalho em harmonia com todo o ambiente e de acordo com a paleta de cores definida para o casamento.

Veja o que é preciso para montar uma mesa de doces bem decorada:

Forminhas

As forminhas de doces são fundamentais na composição da mesa. Organizadas em suportes e bandejas, elas são responsáveis por valorizar cada bombom e por gerar o efeito da mesa como um todo.

Há opções de diversos tipos de tecido e em vários modelos, dos mais simples aos mais elaborados. Assim, as forminhas devem combinar tanto com as cores quanto com o estilo do casamento, seja ele rústico, moderno, vintage ou romântico.

Arranjos

Assim como os doces, os arranjos de flores, cristais e qualquer tipo de louça são importantíssimos na composição da mesa. A seleção dos itens também depende do estilo da decoração do casamento.

Aqui, é possível chegar a uma infinidade de combinações. A mais clássica é a mesa assimétrica, com o bolo no centro e demais itens distribuídos de maneira igual nos dois lados.

Plaquinhas

Não são itens obrigatórios, mas a presença de tags ou plaquinhas na frente de cada suporte de doces facilita muito para que os convidados escolham os seus preferidos. Além disso, se elas forem personalizadas, dão um charme a mais na mesa de doces.

Acessórios

Além da composição clássica de doces, forminhas e flores, está em alta acrescentar objetos decorativos que se identifiquem com o casal. Pode ser as iniciais dos noivos em letras 3D, um móbile como pano de fundo da mesa e até miniaturas dos personagens preferidos do cinema.

Peças vintage são muito versáteis e se adaptam facilmente à decoração. Também é interessante colocar objetos pessoais ou da família para dar um ar mais intimista. Entre os acessórios de aparência antiga, relógios, rádios, livros, baús e malas são os preferidos.

Neste quesito, o importante é selecionar ou mesmo fazer itens que, além de harmonizarem com a decoração do casamento, tenham a ver com os noivos.

E então, agora que você viu todas essas dicas, não ficou muito mais fácil visualizar uma mesa de doces para casamento perfeita? Se você gostou desse post, não deixe de compartilhar nas redes sociais com as suas amigas noivas que também precisam de uma forcinha!

Aprenda como escrever votos de casamento marcantes

Um dos momentos mais emocionantes da cerimônia é a leitura dos votos de casamento. Muito tradicional nos Estados Unidos, essa prática foi adotada no Brasil há pouco tempo e tem sido um sucesso entre noivos e convidados. É a oportunidade de declarar-se para o outro sem soar clichê e, muito mais que isso, é a ocasião em que você sela seu amor e compartilha esse sentimento com familiares, amigos e pessoas queridas.

Por isso, neste post, vamos ajudar você com dicas para escrever votos de casamento marcantes. Confira!

Comece com antecedência

Combine com seu noivo se vocês escreverão os votos separadamente ou juntos e, assim que decidirem, comece a planejá-los. Não deixe para escrevê-los muito perto da cerimônia, porque provavelmente estará ocupada com os últimos detalhes do casamento e não terá tempo de parar para escrever.

Planeje cada etapa dos votos de casamento

Escolha um local tranquilo para escrever seus votos, um espaço que possa inspirá-la. Uma maneira prática de fazer isso é programar o que você dirá em cada parágrafo. Por exemplo:

  1. primeiro parágrafo — contar uma parte da história de vocês;
  2. segundo parágrafo — falar sobre a importância dele na sua vida;
  3. terceiro parágrafo — contar suas expectativas sobre a vida a dois;
  4. quarto parágrafo — fazer propostas de amor para o futuro.

Assim, fica mais fácil de visualizar o que dirá em cada momento.

Não exagere no tamanho

Falar durante muito tempo pode deixar os convidados entediados ou mais interessados no buffet. Tente limitar seus votos a 2 ou 3 minutos. O que importa é o sentimento transmitido por meio das palavras. E isso pode ser feito de forma breve, porém intensa. Para ter certeza de que não está se estendendo, treine no espelho quando terminar de escrever seus votos.

Seja autêntica e evite clichês

Seus votos de casamento precisam transmitir sua personalidade. Se você é brincalhona, pode adicionar algumas piadas ou brincadeiras durante a leitura. Se é mais reservada, pode traduzir isso em palavras que tenham a ver com seu estilo.

Até pode buscar referências em votos de outros casamentos na internet, mas assimile só aquilo que realmente faz sentido para você. O importante é ser autêntica.

Conte alguma história de vocês

Um jeito bacana de começar os votos é contar como os dois se conheceram ou mesmo algum episódio engraçado ou emocionante, que reforçou o amor de vocês. Os convidados adoram ouvir histórias.

Escreva listas de motivos

Faça listas dos motivos pelos quais ama seu companheiro, das razões pelas quais se apaixonou, dos momentos mais marcantes. Vale escolher uma dessas — ou pensar em outra, que você considere mais original, por exemplo — e falar durante os votos.

Faça propostas de amor

Os votos de casamento servem exatamente para isso: fazer propostas de amor, de como será a vida de vocês, do bem que um fará para o outro. Não tenha medo de parecer melosa, porque esse é um momento especial e muito emocionante. Quando terminar, você perceberá que os convidados estarão tão emocionados quanto os noivos.

Os votos de casamento são muito pessoais e, por isso, não existe uma forma ou método perfeito de escrevê-los! O importante é que você diga o que sente e expresse seu amor pelo outro!

Gostou de saber mais sobre esse assunto? Então, assine nossa newsletter e receba conteúdos incríveis sobre planejamento e organização de casamentos!

Criando uma paleta de cores para o casamento: por que isso é importante?

A escolha da paleta de cores para o casamento talvez seja uma das partes mais importantes. Afinal, é a partir desta seleção de cores que serão dados os próximos passos na organização da celebração. A cores escolhidas para a identidade visual do casamento, vão interferir diretamente na decoração, na papelaria e também nos trajes – tanto do noivo como dos padrinhos, madrinhas, daminhas e pajens.

Para passar uma sensação de unidade e harmonia no grande dia, os noivos precisam definir as cores que serão utilizadas logo no início. Isso porque todas as decisões futuras serão baseadas nesse estilo, desde o convite, decoração, buquê, até a roupa dos padrinhos.

Para alguns noivos esta definição não tem tanta importância no começo. Mas à medida que precisam tomar decisões, percebem o quanto a paleta de cores para o casamento é essencial. Apesar de super importante, definir a paleta de cores não é uma tarefa simples. Pensando nisso, separamos algumas dicas para te ajudar. Confira.

Estilo

Antes de pesquisar as combinações de sua paleta de cores para o casamento, pense no estilo do casal e no que querem transmitir neste dia especial. As cores precisam expressar o gosto e personalidade do casal e por isso vocês devem definir um estilo – tradicional, rústico, moderno, minimalista, vintage, etc.

Se o casal for extrovertido, uma paleta de cores vibrantes pode ser uma ótima escolha. Já, se os noivos forem mais conservadores, as cores mais neutras são boas alternativas.

Local

Outro fator importante e que pode te ajudar a definir a paleta de cores para o casamento é o local, afinal ele diz muito sobre os noivos.

Se o casamento for ao ar livre, muitas vezes o próprio local já é uma inspiração. Neste caso a paisagem natural ajuda muito e a decoração só vai complementar. Tons pasteis costumam contrastar bem com o verde e são esses detalhes que você deve levar em consideração.

Época do ano

A época do ano interfere bastante na organização, principalmente na escolha das flores. Por isso, este é um fator que deve ser considerado na montagem de sua paleta de cores para o casamento. É indicado observar a data do seu casamento e escolher as flores da estação. Além do custo benefício, elas estarão mais lindas do que nunca.

As estações também interferem na paleta de cores, afinal um casamento que acontece no inverno, pede tons mais frios como cinza, azul marinho, marsala etc. Já o casamento realizado no verão, pode ter tons mais quentes em sua paleta. A primavera é colorida e a melhor época para quem adora flores.

Cor favorita

A cor favorita de cada um pode ser usada na composição da paleta de cores para o casamento. Na maioria dos casos, as cores escolhidas pelos noivos se complementam. Mas, se este não for o seu caso, analise qual delas faz mais sentido para vocês.

Significado das cores

As cores têm um significado e ele pode ser usado para transmitir a mensagem que os noivos querem passar. Se quer um ambiente mais romântico, invista em tons de rosa e vermelho. Prefere um clima mais calmo? Então utilize tons pasteis. Se quiser um ambiente mais vibrante, aposte em cores como o amarelo e laranja para compor sua paleta de cores para o casamento.

Combinações

Outras dica interessante para definir a paleta de cores para o casamento, é criar combinações. Muitas vezes achamos que uma cor não tem nada a ver com a outra, mas quando as combinamos percebemos que elas se completam.

Se você gosta do verde mas também gosta do laranja, não veja isso como um problema. Apesar de serem cores completamente diferentes, elas funcionam muito bem juntas. Não tenha medo de arriscar. Crie combinações, fale com seu decorador e faça testes até encontrar sua paleta de cores para o casamento.

Leve em conta o conceito “menos é mais”. Cores tradicionais se adaptam em todos os estilos de casamento. Pensando nisso, o Castelo e Casa Aragon tem no seu pacote de decoração a paleta branco e verde, que se encaixa perfeitamente em todas as ocasiões.

Gostou desse texto? Então compartilhe este conteúdo com seus amigos nas redes sociais e ajude outros noivos a encontrar sua paleta de cores ideal.