A escolha do buquê pode ser uma tarefa difícil, afinal ele é um dos principais acessórios da noiva no grande dia. São muitos detalhes para definir como cores, os tipos de flores e o estilo. Por isso, preparamos este mini guia  do buquê de noiva para te ajudar. Confira!

Identificando o buquê ideal para cada tipo de corpo

Apesar de parecer um detalhe simples, a escolha do buquê certo pode influenciar — e muito — no resultado final. Cada mulher tem um tipo de corpo e isso conta muito no momento da escolha. A altura da noiva, por exemplo, é um dos principais itens para observar.

Para as mulheres mais baixas, os buquês com flores menores e ramos redondos são os mais indicados. Já para as noivas mais altas, recomenda-se as flores maiores e com ramos mais longos.

Definindo o estilo do buquê

O estilo do vestido pode influenciar completamente a escolha do buquê de noiva. Quando o vestido é mais clássico, o buquê pode ser no estilo cascata.

Já os vestidos mais elaborados, o buquê pode ser um pouco mais simples para não confrontar. Agora, se o estilo do vestido for mais simples, a noiva pode ousar na escolha do buquê.

Por isso, é indicado que o estilo do vestido seja definido antes de escolher o buquê.

Escolhendo as cores

Muitas pessoas pensam que a cor do buquê de noiva precisa combinar com a decoração, mas isso não é verdade. O buquê é um acessório que irá compor o look da noiva e, por isso, não precisa fazer referência à decoração do casamento.

Para auxiliar na escolha das cores, alguns profissionais indicam que elas harmonizem com a maquiagem, em especial com a cor do batom. Outros dizem que a cor deve combinar com o tom de pele.

Por exemplo, para as noivas loiras e de pele clara, são indicados os tons pastéis, branco ou variações do vermelho.

As noivas morenas combinam com cores vivas, como o amarelo. Já as ruivas podem apostar em cores quentes, como o laranja.

Além disso, o importante é que a cor agrade a noiva e seja harmônica com todo o visual.

Importância das estações

Dependendo da estação do ano, algumas flores estarão mais bonitas que outras. E o preço também poderá variar bastante. Por isso, é preciso atentar-se às estações antes de decidir o tipo de buquê.

Quando definir a data do casamento, verifique se as flores que você deseja florescem na mesma época. Se a cerimônia for no inverno, as flores que compõem o buquê podem ficar mais juntas. Agora se o casamento acontecer no verão, adicionar folhagens verdes junto ao buquê pode ser uma ótima opção.

Conservando o buquê

Existem diversas formas para conservar um buquê de noiva. Ao ar livre, com glicerina, prensagem, com areia, parafina, entre outros. Porém, os mais comuns são com silicagel e ao ar livre. Veja o passo a passo destes métodos:

Ao ar livre

Para secar o buquê ao ar livre, pendure as flores de cabeça para baixo em um lugar seco e bem arejado. Aguarde, no mínimo, cinco semanas para que ele seque completamente. Feito isso, posicione o buquê em uma urna de acrílico ou em um quadro de vidro.

Silicagel

O silicagel é o mesmo produto (bolinhas) que vem em malas para tirar a umidade. Porém, para o processo de conservação do buquê, vamos usar esse produto em pó. Neste caso, as flores precisam ser retiradas do buquê e colocadas separadamente em um recipiente com tampa. Depois, cubra as flores com o pozinho e deixe secar por alguns dias. Feito isso, as flores estarão prontas para serem colocadas em um quadro.

Além de todas essas dicas sobre buquê de noiva, não esqueça que ele será uma extensão da sua personalidade, por isso, escolha o seu com a ajuda de profissionais, não esquecendo de deixar a sua marca!

Quer ficar por dentro do universo das noivas? Então assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em primeira mão!

Autor

Escreva um comentário

Share This