Imagine a cena: você e o seu amado reunidos com os familiares e amigos em um final de tarde, selando o compromisso eterno de respeito, amor, fidelidade e cumplicidade. O sol está se pondo, trazendo consigo o ar mágico da beleza natural do universo. Radiante, não é mesmo? É isso o que promete um casamento ao pôr do sol.

Esse formato de evento está se tornando cada dia mais comum devido à riqueza do cenário. Contudo, quando falamos em casamento ao pôr do sol, muitas dúvidas vêm à tona. Afinal, todos que sonham com esse momento desejam que ele seja perfeito, certo?

Entretanto, não se preocupe: nós estamos aqui para ajudar. Confira agora as respostas para oito dúvidas sobre esse estilo de cerimônia! Boa leitura!

1. Qual é o melhor horário para colocar no convite?

Diferentemente de como acontece na Europa ou nos Estados Unidos, no Brasil o pôr do sol acontece rapidamente, durando de 30 a 60 minutos. A cerimônia deverá acontecer nesse intervalo — portanto, logo antes do pôr do sol, todos os convidados já deverão estar acomodados.

Assim, a hora precisa ser bem planejada: marque a data do seu casamento e confira qual é o horário aproximado do pôr do sol (isso muda de região para região, confira a previsão do tempo!). Para evitar erros e atrasos, marque para que os convidados cheguem, pelo menos, uma hora antes do horário planejado para o início da cerimônia.

2. Qual é o tempo ideal de duração da cerimônia?

Sabendo que a luz natural é a que importa em um casamento ao pôr do sol, é importante conferir o tempo de duração do pôr do sol — normalmente ele dura entre 30 minutos e uma hora. Como mencionamos, é nesse período que a sua cerimônia precisa acontecer. Alinhe isso com quem está organizando o seu grande dia.

3. Como se proteger das adversidades climáticas?

Uma das principais dúvidas relacionadas ao casamento ao ar livre diz respeito às adversidades climáticas. Afinal, a previsão do tempo pode dar um norte, mas não é possível saber com muita certeza como estará o clima.

Por isso, é essencial ter um plano B. É claro que não queremos que nada estrague o seu grande dia, mas é preciso pensar em todas as possibilidades. Confira duas opções que você pode analisar:

  • migrar o casamento para outro local;
  • alugar tendas e toldos transparentes para montar em caso de chuva.

Caso chova, não se preocupe! Pense sempre pelo lado positivo: fotografias de casamento com chuva ficam lindas!

4. Como conseguir fazer boas fotos ao ar livre?

As fotografias ao ar livre ficam esplêndidas e a cerimônia é sempre muito emocionante, proporcionando uma experiência única para todos os envolvidos. É essencial conversar com a sua equipe de fotografia e informar o protocolo. O fotógrafo também pode sugerir poses e cenários incríveis.

Além disso, não se esqueça de alugar drones para fazer filmagens e fotografias que enriqueçam ainda mais o momento — as imagens vistas de cima, contemplando a natureza, a decoração e os convidados ficam maravilhosas!

5. Qual é a vestimenta mais adequada para noivos e convidados?

Tanto as roupas quanto os acessórios precisam estar de acordo com o clima do dia. Em geral, é preciso investir em peças leves. Confira as nossas sugestões.

Noiva e noivo

Sabemos que escolher o vestido de noiva não é uma tarefa simples. Essa missão fica ainda mais complicada quando se trata de um evento ao ar livre, que requer alguns cuidados especiais. Confira o que não usar:

  • véus pesados;
  • brilhos;
  • brilhantes;
  • vestidos com caudas muito longas;
  • bordados extravagantes.

Invista em vestidos com tecidos leves e que retratem o seu estilo. O mais importante é garantir que o vestido tenha um comprimento que deixe a noiva confortável e segura para caminhar. O traje do noivo também deve ser composto por tecidos leves e confortáveis, sem deixar de lado a personalidade.

Em casamentos tradicionais, o traje preto é o mais utilizado. Em casamentos no campo ou na praia, por outro lado, podem ser utilizados tons mais claros. Além disso, a gravata não é obrigatória: aposte em coletes e suspensórios.

Convidados

O ideal é que os convidados não utilizem roupas brancas, champanhe e bege (a não ser que os noivos solicitem): eles podem ir mais à vontade, com roupas leves e estampadas. As mulheres, por exemplo, podem usar vestidos curtos. É permitido qualquer tipo de chapéu, dos mais variados tamanhos.

6. Há necessidade de investir em iluminação extra?

Caso o casamento aconteça exatamente no horário e no local planejado, não há a necessidade de iluminar artificialmente. Contudo, é melhor que você tenha essa carta na manga. Por isso, converse com a sua equipe fotografia e solicite pontos de luz estratégicos que poderão ser acionados caso seja necessário.

Além disso, depois que o sol se pôr você precisará de um projeto de iluminação surpreendente, ainda mais se a festa continuar no mesmo local em que for realizada a cerimônia.

7. Qual é o local ideal?

A regra para a escolha do casamento ao pôr do sol é única: opte por um lugar que tenha uma linda paisagem natural e capacidade para montar uma infraestrutura de eventos (pode ser na praia, no campo, na fazenda…).

No entanto, atenção! Lembre-se de conversar com todos os convidados e disponibilizar mapas, principalmente se o local for afastado da sua cidade (assim você evita atrasos!).

8. É preciso providenciar alimentação e bebidas durante a cerimônia?

Providenciar alimentos não é obrigatório — caso queira, opte por biscoitos leves. Em relação às bebidas, é elegante servi-las durante a espera da chegada do horário ideal para realizar o casamento.

Imagine só: está calor e os convidados precisam esperar 30 minutos até a cerimônia começar. Por isso, investir em água gelada e drinks leves é uma boa ideia para deixar os convidados confortáveis. Se estiver frio, aposte em chocolate quente e chás.

Transformar o sonho do casamento em realidade é um momento muito especial — tanto para os noivos quanto para os seus convidados. Tudo é ainda mais espetacular quando é realizado o casamento ao pôr do sol: ele une a beleza natural da paisagem com o momento mágico da cerimônia.

Neste post você viu as respostas para as oito principais dúvidas sobre o assunto. Se você gostou deste conteúdo, aproveite para seguir as nossas páginas no Facebook e no LinkedIn!

Autor

Escreva um comentário

Share This