Autor

rockcontent

Browsing

Como escolher o espaço para sua festa de casamento?

Uma das etapas mais importantes e prazerosas na organização do casamento é a escolha do espaço. Um salão de festas para casamento não deve ser apenas belo e sofisticado, mas acima de tudo, confortável, aconchegante e agradável para os noivos e os convidados. Ou seja, simplesmente perfeito!

Pensando nisso, separamos quesitos essenciais para a escolha do salão de festas. Confira:

Boa localização

Acessibilidade é elemento fundamental na contratação de um espaço para festa de casamento. A escolha por um espaço bem localizado permite maior comodidade aos convidados, otimiza a logística dos funcionários e, o mais importante, evita atrasos.

Para melhor acessibilidade, opte por espaços que tenham estacionamento próprio e serviços adicionais como manobrista. Além de facilitar a acomodação dos convidados, esse serviço permite maior controle de entrada e saída das pessoas, aumentando a segurança do evento.

Capacidade do salão de festas para casamento e área externa

É imprescindível conhecer a capacidade do salão antes de escolhê-lo. Por isso, eleja um local que acomode os convidados confortavelmente em todos os momentos, como por exemplo, durante a recepção dos noivos, o jantar e até mesmo na pista de dança.

Opte também por ambientes que tenham lounges, espaços de descanso e área externa como jardins e zonas arborizadas para os convidados circularem. Integrar a natureza com o evento é uma valiosa estratégia para que a cerimônia fique encantadora — sem falar que se casar ao ar livre é um verdadeiro charme!

Requinte

A estética do ambiente é ponto crucial para a escolha do salão de festas. Afinal, a beleza e a sofisticação do lugar são grande aliados para tornar a experiência do casamento e seu registro fotográfico belíssimos.

Por isso, analise as possibilidades decorativas e paisagísticas do local, a iluminação, o mobiliário oferecido, os ambientes ofertados e a arquitetura do espaço.

Sempre leve em consideração o estilo de casamento que deseja. Se a sua proposta é um casamento rústico, não opte por um espaço cujo detalhes arquitetônicos são modernos. O mesmo vale para ambientes vintages. Seja coerente com o conceito da sua cerimônia!

Melhor custo-benefício e infraestrutura

Para fazer um bom negócio na contratação do salão de festas, compare preços, negocie descontos e eleja um espaço compatível com seu orçamento e estilo de casamento.

Avalie o custo-benefício que a casa de festas oferece e itens do pacote de serviços adicionais como cerimonial, decoração, mobiliário, buffet, climatização, entre outros quesitos essenciais para um festa de qualidade. Centralizar toda a operação em um único fornecedor pode ser um excelente investimento, pois evita gastos à parte.

Renome

Nunca contrate os serviços sem antes pesquisar a reputação da empresa. Existem espaços que não trabalham com ética e profissionalismo.

Por esse motivo, contrate empresas de renome e tradição. Faça visitas ao site da prestadora de serviços, leia depoimentos em redes sociais e converse com outros clientes. Essa atitude pode fazer toda a diferença!

Agora que você já sabe como escolher um salão de festas para casamento, fica fácil decidir por onde começar. Entre em contato com um de nossos assessores para ajudar com a escolha do espaço perfeito e de todos os outros detalhes. Sua festa será inesquecível!

Afinal, como escolher local do casamento? Aprenda aqui!

Vários detalhes precisam ser levados em conta na organização do grande dia e escolher o local do casamento é um deles. Afinal, ele não pode acontecer em nenhum lugar menos que perfeito. Mas como acertar ao tomar essa decisão?

É importante encontrar um local que tenha tudo a ver com os noivos. Mas, antes, é preciso levar alguns pontos em consideração para definir ao certo onde será realizada a cerimônia e a festa. Confira alguns deles:

Respeite o orçamento disponível

Um dos pontos fundamentais para planejar qualquer evento é ter em mente o valor que se está disposto a gastar. O orçamento é essencial para definir praticamente todos os passos seguintes.

Com um orçamento generoso, é possível investir em uma festa com um espaço mais amplo, convidar um número maior de convidados para participar do evento, criar um cardápio mais variado, etc.

Uma vez que o orçamento inicial é definido, é possível dividir melhor os custos, assim, os noivos evitam que os outros aspectos sejam neglicenciados — como o buffet, por exemplo.

Atente para o número de convidados

Definir quantos convidados os noivos esperam receber no grande dia é um ponto importantíssimo, já que isso influenciará diretamente na escolha do local. Imagine que vocês sempre sonharam em fazer um casamento mais íntimo e aconchegante. O local precisa atender às suas necessidades, certo?

Faça uma lista prévia com o número de pessoas que esperam e mais alguns acompanhantes, caso o orçamento permita. Tendo em mãos o número de convidados, é possível procurar um local que tenha capacidade para atender às demandas do casal.

Pense também em quem comparecerá ao evento, porque isso influencia diretamente na infraestrutura. É preciso se certificar de que exista estrutura suficiente para receber da melhor forma possível todos os convidados e fácil acesso para pessoas idosas.

Leve a época do ano em consideração

Pensar na data do casamento com antecedência é essencial para escolher o local da cerimônia e da festa. Em algumas partes do Brasil as estações são bem definidas e isso interfere muito na escolha do lugar.

Entretanto, é preciso considerar imprevistos, como uma chuva fora de estação, que pode comprometer o seu evento. Pesquise locais com experiência em casamentos ao ar livre, pois certamente estarão preparados para lidar com esse tipo de problema. Tanto o Castelo Aragon, quanto a Casa Aragon, em São Paulo, oferecem essa possibilidade.

Detalhes como decoração e cardápio também são influenciados pela época do ano. Escolher uma decoração muito vibrante pode destoar do clima de inverno, se esse não for o propósito. Servir comidas quentes em uma época de calor também pode desagradar os convidados.

Por esses e outros motivos, é essencial levar em conta a época do ano para escolher o local que melhor se adapte aos planos do casal.

Pense no estilo do casamento

O local do casamento precisa ser escolhido de acordo com o estilo preferido do casal.

De que adianta querer um casamento moderno se o local escolhido é mais vintage? A decoração selecionada a partir do estilo do casamento precisa se adaptar ao local e não destoar dele, certo?

Para aqueles que preferem um casamento mais rústico e aconchegante, por que não procurar locais que tenham essa temática? O Castelo Aragon na Granja Viana é um local perfeito para um Casamento Rústico.

Os noivos são mais modernos e têm um estilo de vida agitado? Procure um grande salão que tenha uma uma pista de dança integrada para curtir ao máximo a festa.

A Casa Aragon possui um salão com mais de 6 metros de pé direito, piso de peroba rosa, infraestrutura de última geração e alta tecnologia para som e iluminação.

O casamento precisa, antes de mais nada, agradar aos noivos e ter a cara deles. Definindo o estilo, fica muito mais fácil escolher o lugar para celebrar o grande e esperado dia.

Preste atenção no horário

O horário do casamento não é um dos fatores que mais influenciam na escolha do local, mas é definitivamente um ponto que pode incrementar ainda mais a decoração e tornar o grande dia ainda mais mágico — tanto para os noivos quanto para os convidados.

Um casamento realizado à luz do dia precisa levar em conta a presença do sol e aproveitá-lo da melhor forma possível. Nesse caso, recomendam-se cerimônias ao ar livre e aproveitando de preferência a luz maravilhosa do pôr do sol.

Já para os casamentos noturnos, é possível usar o que a noite tem de melhor para criar a mágica do grande dia. Essa opção de horário pode ser perfeita para aqueles casais mais românticos, já que é possível fazer uma festa ao ar livre e decorar o ambiente com velas e luzinhas.

Viu como alguns pontos são importantíssimos na hora de escolher o local do casamento? Com um pouco de planejamento e atenção aos detalhes, é possível escolher um lugar que seja inesquecível tanto para os noivos quanto para os convidados.

Mas lembre-se: um casamento precisa ser feito para os noivos, não só para os convidados. Defina o número de pessoas, o orçamento disponível, o melhor horário para realizar a cerimônia, a época dos sonhos e o estilo do casal. Com um diálogo aberto, fica bem mais fácil montar uma festa que seja a cara de vocês e encontrar um local que renderá lembranças inesquecíveis.

Se você gostou desse post, então venha conhecer um espaço para casamento em São Paulo!

Passo a passo: aprenda como organizar o casamento dos sonhos

Você com certeza já parou para pensar nos desafios de organizar casamento, certo? O planejamento do grande dia nem sempre é fácil e diversos detalhes devem ser levados em consideração para a garantia de um dia completamente perfeito.

As noivas sabem de uma coisa: só de pensar no dia que estarão no altar, diante do noivo e dos convidados, dá um verdadeiro friozinho da barriga. Esse sentimento é algo natural, afinal, esse é um momento muito esperado — muitas vezes por anos — e ficará para sempre na memória de todos.

Porém, antes de chegar à bela festança é preciso se preocupar com muitos preparativos, que podem deixar noivos enlouquecidos. Mas tenha calma, não há motivos para desespero. Para ajudar nessa deliciosa missão, fizemos um pequeno roteiro sobre como organizar casamento. Acompanhe a seguir e veja que não é tão complicado quanto está pensando!

orçamento cerimônia casamento

Defina o orçamento para a cerimônia

O primeiro passo é definir o orçamento disponível para a festa e para a cerimônia. Com o valor definido, fica muito mais fácil decidir para onde o dinheiro vai e começar os planejamentos para o grande dia.

Por isso, é fundamental tirar um tempo para colocar todos os possíveis gastos na ponta do lápis e decidir quanto dinheiro será gasto no preparo da festa. Lembre-se de que tudo deve ser levado em consideração, certo? O planejamento financeiro é crucial para o sucesso da festa.

Sente-se com seu parceiro ou parceira e anote tudo o que vocês planejam fazer. Em seguida, organize os pontos em ordem de prioridade e comecem a distribuir os valores pela lista. Por fim, deixe sempre uma quantia ‘’livre’’, para possíveis imprevistos que surgem no decorrer da organização.

estilo cerimônia casamento

Escolha o estilo do seu casamento

O segundo passo é definir o estilo do seu casamento, pois esta decisão é fundamental para nortear todas as outras. Para isso, veja qual estilo mais combina com os noivos. Há muitas alternativas e todas favorecem uma festividade elegante, linda e animada.

Entre os principais estilos, podemos destacar os seguintes:

  • clássico: atemporal, tradicional, sofisticado, sóbrio e que combina com festas durante o dia ou de noite. O requinte estará nos detalhes;
  • rústico: esse estilo combina com quem gosta daquele clima de fazenda e de natureza, mesmo assim a elegância e o bom gosto são mantidos;
  • provençal: o casamento nesse estilo preza pelo romantismo, pois há o uso, com muita delicadeza, do floral nas decorações. O clima da festa será de encantamento.

Mas, além desses, os noivos podem usar sua criatividade para encontrar o tipo de decoração que vai se encaixar completamente com a personalidade de ambos. Por isso, a dica é escolher com calma para não correr o risco de se arrepender.

local cerimônia casamento

Decida o local do casamento

Mais um passo importante para organizar o casamento: a escolha do local onde ocorrerá a celebração. Já que a ideia é realizar um grande sonho, essa definição precisa atender a esse critério.

Visite os possíveis locais e veja se consegue imaginar sua festa neles. É importante que os noivos se sintam bem no ambiente e que esteja de acordo com os seus anseios.

Além disso, verifique a qualidade do serviço oferecido, o atendimento, pesquise opiniões na internet para saber como é a reputação do buffet. Se possível, entre em contato com pessoas que já realizaram eventos no local e confira como foi a experiência.

Lembre-se de que esse será um dia muito importante e, por conta disso, o local escolhido deverá atender todas as suas expectativas. Alguns fatores, como o tamanho do espaço e a segurança da região também são fundamentais e devem ser levadas em consideração.

Faça a lista de convidados

Talvez esse seja um dos passos mais complicados na organização do casamento, principalmente para quem tem muitos amigos e uma família grande. Afinal de contas, ninguém quer deixar pessoas importantes de fora do dia mais importante de suas vidas, não é mesmo?

Por isso, o ideal é fazer uma lista com todas as pessoas que gostaria de convidar, sem exceções. Inclua os amigos de faculdade, do trabalho, os parentes mais distantes, enfim, todas as pessoas.

Depois, confira qual foi o resultado e se a quantidade está de acordo com o previsto e com a capacidade do local escolhido. Então, talvez vocês já tenham uma lista pronta de convidados.

Agora, se o número é superior ao esperado, é hora de começar a rever a lista para atingir o limite desejado. Apesar de não ser uma tarefa fácil, é necessário. Afinal, é preciso prezar pelo conforto de todos na festa.

A dica é fazer outra lista com aqueles convidados que não podem faltar de forma alguma, como os familiares e amigos mais próximos. Feito isso, avalie caso a caso quem mais deve convidar. Pode ser que aquela amiga que fez um trabalho com você no primeiro ano de faculdade não seja mais tão próxima e por isso não faça muito sentido convidá-la para a ocasião.

Escolha fornecedores e profissionais de confiança

Com o valor disponível definido e a lista de convidados fora de seu caminho, chegou a hora de começar a escolher os fornecedores e profissionais que cuidarão dos serviços de sua festa. Para isso, é fundamental que eles sejam de confiança, para garantir que tudo seja perfeito.

Busque a opinião de colegas e familiares que já se casaram ou utilize a internet para obter o maior número de resenhas possíveis de cada servidor. Entre os serviços que devem ser contratados, podemos citar a banda responsável pela trilha sonora de seu casamento, os chefs responsáveis pelo cardápio, o fotógrafo, etc.

Além da qualidade dos serviços prestados, é interessante buscar valores mais atraentes e que caibam em seu bolso, como veremos no tópico a seguir.

Busque orçamentos para a festa de casamento

O próximo passo é buscar orçamentos. Em relação a esse ponto, há basicamente duas opções: orçar todos os itens separados, como buffet, DJ, cerimonial, decoração etc., ou então procurar alternativas que ofereçam conjuntamente esses serviços.

O primeiro modo é geralmente mais trabalhoso, pois terá que administrar contratos com diferentes fornecedores, o que não é muito prático e no final o custo pode ser mais elevado.

Por outro lado, com opções em conjunto, haverá mais facilidade, porque você terá a chance de fechar negócio tudo de uma vez, sem mais burocracias ou dificuldades. Sem contar que o custo-benefício é compensador.

Por conta disso, a dica é avaliar qual é o seu perfil, caso tenha tempo e goste de pesquisar muitos fornecedores, siga por essa linha. Porém, se a ideia é encontrar as melhores soluções com apenas uma empresa, vá nessa direção.

Crie a lista de presentes de casamento

A lista de presentes é um grande facilitador para noivos, que sugerem itens necessários para início da vida a dois e também para que os convidados que não fiquem perdidos sem saber o que presentear.

Sendo assim, a dica é não abrir mão deste recurso, até porque já é algo comum, aceitável e muito difundido. Porém, é preciso ter cuidado ao elaborar a lista.

Primeiro, escolha lojas com unidades físicas e também pela internet para trazer mais opções a todos. Opte por, pelo menos, duas lojas diferentes para oferecer maior flexibilidade aos convidados.

Depois, procure incluir itens de diferentes faixas de preços, desde os mais simples até outros de maior valor para não constranger de ninguém. No final, para ambos os lados, tudo ficou mais prático e sem complicações!

Separe todos os documentos

Até aqui você já entendeu bastante como organizar casamento, certo? Porém, abordamos itens relacionados à festa e à cerimônia, mas tem um ponto muito importante que precisa de atenção: os documentos.

Se não estiver tudo em dia, não haverá casamento! Portanto, deixe separado tudo o que for necessário para o registro civil, como certidão de nascimento, RG, testemunhas e padrinhos que assinam no dia do matrimônio.

Já para a cerimônia religiosa é preciso verificar com a própria igreja o que é necessário. Normalmente, ao buscar informações sobre as datas disponíveis já são informados todos os trâmites. E claro, atente-se às datas para entrega da documentação para que tudo saia nos conformes. Afinal, você não vai querer atrasar o dia que tanto planejou, não é?

Comece a planejar a lua de mel

A viagem que acontecerá logo depois do casamento também faz parte dos planejamentos desse grande evento. Por isso, o local deve ser definido assim que a data da festa for escolhida, para que o clima do destino esteja favorável durante a estação.

Além disso, pontos importantes como passagens, hospedagens e vistos também devem entrar na organização e ser resolvidos o quanto antes. Isso garante mais economia e praticidade, além de evitar problemas que podem ocorrer em cima da hora e estragar a sua viagem.

Por fim, defina os roteiros e escolha quais passeios serão feitos no local de destino. Assim, fica mais fácil montar um orçamento para a viagem e não deixar nem um ponto turístico importante de fora.

Como podemos perceber, organizar casamento não é uma tarefa nada fácil. Várias questões devem ser levadas em consideração para que tudo saia como desejado e a pressão é bastante alta. No entanto, lembre-se de que esse período é único e de que mesmo com as dificuldades, deve ser aproveitado ao máximo. Tente se divertir e boa sorte!

O que você achou dessas dicas sobre como organizar casamento? Quer saber ainda mais sobre esse assunto tão importante? Confira, então, nosso artigo sobre os benefícios em fazer a cerimônia e a festa no mesmo local! Boa leitura!

Conheça a nova tendência de casamento rústico

Com ares campestre e bucólico, o casamento rústico tornou-se uma tendência nos últimos anos. Os grandes salões espelhados e com luzes brancas — moda na década de 1990 e início dos anos 2000 — deram espaço a cerimônias ao ar livre, mais intimistas, com luzes quentes, tecidos naturais, muitas flores, itens em madeira e customizações.

Para te ajudar a planejar um casamento com esse estilo, preparamos algumas dicas de decoração, vestuário, gastronomia e demais itens. Sua festa será lembrada para sempre como uma cerimônia única, cheia de personalidade e très chic! Confira!

Decoração

A decoração de um casamento rústico deve ter muitos móveis e detalhes em madeira, velas, flores, objetos pessoais — como porta-retratos do casal —, almofadas e até mesmo alguns itens vintage, como aquele antigo armário da sua avó, uma vitrola, entre outros.

Uma dica valiosa para não errar e deixar seu casamento com cara de “country” ou “sertanejo”, é combinar sempre os elementos rústicos com outros mais delicados. Por exemplo, se você colocar velas em cima das mesas, combine-as com pequenos potinhos de vidro.

E por falar em detalhes delicados, não se esqueça das flores e plantas! Nesse estilo de casamento, elas são peças-chave. Se você estiver em um jardim, pode aproveitar as plantas naturais do local e integrá-las à decoração. Espécies como gérberas, girassóis, hortênsias e suculentas têm tudo a ver com o clima da cerimônia rústica.

Roupas

Especialmente se for durante o dia, o casamento rústico pede um vestuário mais leve. A noiva pode apostar em tecidos delicados, como os rendados, por exemplo, e as madrinhas podem inclusive usar comprimentos médios e curtos.

Para as daminhas de honra e pajens, também vale fugir do tradicional. Uma bermudinha para ele e vestidinhos leves para elas.

Para o noivo, é essencial fugir do clássico terno preto com gravata. Ele pode escolher uma cor mais pastel, como o nude ou o azul claro, e vestir coletes e suspensórios.

Gastronomia do casamento rústico

Como o casamento rústico é mais descolado, não é preciso tanta formalidade. Você pode apostar em um menu com as chamadas finger foods, que são comidinhas ao estilo dos canapés, ou mesmo em comidas volantes, como caldos e massas.

Nada impede, no entanto, que você faça um jantar. O essencial é deixar seus convidados bem servidos e à vontade.

Local

Um casamento rústico deve ser feito ao ar livre, ou no máximo em um local amplo e aberto, que não tenha cara de salão de eventos. Para isso, você não precisa se deslocar até uma fazenda ou sítio distantes. Saiba que em São Paulo mesmo, por exemplo, existem espaços com boa infraestrutura e ótimas áreas externas para você realizar sua cerimônia.

Você percebeu que planejar um casamento rústico é tão desafiador quanto planejar um casamento tradicional, não mesmo? Apesar disso, esse é um momento que você deve curtir, acima de tudo! Envolver-se com os preparativos e pensar em cada detalhe certamente fará do seu casamento uma cerimônia inesquecível.

Se você gostou das nossas dicas sobre casamento rústico, leia também o nosso post sobre casamentos no campo e conheça ideias inspiradoras.

Buffet para Casamento

Jantar Franco Americano? Serviço de Buffet? Finger Foods? Empratado? À Francesa? Qual o estilo de Buffet para Casamento ideal para você?

Muitos termos e muita confusão na hora de decidir qual estilo de serviço contratar para o seu casamento? Então esta matéria foi escrita para você.

Alain Pierre Berjeaut, da Casa Aragon e Castelo Aragon, é especialista no assunto e abaixo explica de forma objetiva a diferença entre cada tipo de serviço.

“Existem poucos estilos de serviço na verdade, mas muitas pessoas utilizam de forma equivocada os termos técnicos e isso confunde os casais na hora de contratar o Buffet do seu casamento.

Basicamente são três estilos de serviço ideais para a ocasião.

São eles, o Jantar ou Almoço Franco Americano, o Jantar Volante com a Ilha de Finger Foods e o Brunch. Uma quarta opção é o Jantar ou Almoço empratado, mas é cada vez menos comum a utilização deste estilo de serviço em casamentos.”

Veja abaixo a explicação sobre cada um dos estilos, seus prós e contras e decida qual se encaixa melhor para o seu casamento.

Buffet para Casamento – O estilo Franco-Americano 

É quando os pontos de Buffet são montados no salão e os convidados vão até estes pontos. A diferença entre o serviço “Americano” e o “Franco – Americano”, é que no primeiro, o convidado se serve do Buffet e no segundo, Copeiras Uniformizadas estão posicionadas atrás destes pontos e servem os convidados, estando prontas a dar informações sobre cada item do Cardápio.

“No Castelo Aragon e na Casa Aragon, não utilizamos o serviço Americano pois deixar com que cada um se sirva é dar margem para a formação de filas e causar pequenos problemas principalmente após os convidados já terem bebido um pouco”- explica Alain Pierre Berjeaut.

“O ideal e mais recomendado entre todos os estilos de serviço é o Franco-Americano. Montamos sempre um ponto de Buffet para cada 100 convidados e nossas copeiras se posicionam atrás dos pontos de Buffet servindo os convidados, porcionando corretamente os itens do cardápio e explicando item a item para quem tem alguma dúvida”.

Buffet para Casamento – O Jantar Volante com Ilha de Finger Foods

Neste estilo de serviço, altamente recomendado para casais jovens e descolados, os canapés e cumbuquinhas circulam pelo salão no inicio da festa e ao invés de termos pontos de Buffet montados como no estilo Franco-Americano, servimos Bowls e Cumbucas com os pratos principais como massas e carnes. A carne pode ser um “Emince de Vitela ao Bordeaux” por exemplo que já é cortado em pequenos cubos e pode ser consumido sem a necessidade de sentar e utilizar garfo e faca. Em um lounge, em uma mesa bistrot no jardim ou até mesmo batendo papo em pé ao lado do bar, as pessoas se alimentam e ficam prontas para dançar, tomar mais uma bebida ou simplesmente curtir a festa e os convidados.

No momento da Sobremesa, que é passada em pequenas Taças e Copinhos, montamos também a Ilha de Finger Foods com várias comidinhas que podem ser apreciadas até o final da festa. Um Gravlax de Salmão, uma Pata de Jamon Serrano fatiado bem fininho na hora por um de nossos copeiros, uma saladinha de Quinua e muitos outros itens bacanas fazem sucesso entre os convidados”- garante Alain Pierre Berjeaut.

Além de a Ilha de Finger Foods ser uma delícia, é ainda mais um item decorativo em sua festa de Casamento.

Buffet para Casamento – O Brunch

Para quem pretende fazer um casamento no jardim, e gosta do dia, um Brunch no Domingo é Incrível.

“É como um carro clássico, explica Alain Pierre Berjeaut. Nunca sai de moda mas não é qualquer um que fica bem por trás do volante”.

Um mix de café da manhã e almoço, utiliza o estilo de Buffet com ítens frios e quentes montados e servidos simultaneamente.

Cafés, Chás, Infusões, Chocolate Quente, Bolos, Doces, Ecclairs e Tortas Variadas são montadas próximas à mesa de Entradas frias e pratos quentes.

Quiches Salgadas, Tortas, Saladas Frias e alguns frutos do mar são as vedetes deste estilo de cardápio.

“No jardim da Casa Aragon, construimos um pequeno palco de madeira para a apresentação de Bandas de Jazz e Quartetos de Corda que dão um toque de classe aos Brunchs de Domingo – diz Alain Pierre – “Um Domingo ensolarado, uma boa música no Jardim, um Brunch bem equilibrado e um Espumante Brut. Combinação perfeita para um Casamento Charmoso e sem ostentação”

Serviços de Buffet para Casamento – À Francesa e Empratado

Para concluir, existe muita especulação e muitas dúvidas sobre os serviços À Francesa e serviço Empratado.

O Autentico Serviço à Francesa é bem diferente do Serviço Empratado e é muito comum que se faça essa confusão na hora de contratar o serviço de Buffet para o seu casamento.

O autêntico Serviço à Francesa é primoroso, mas inviável para grandes celebrações. Tecnicamente, este serviço é montado em travessas e levadas à mesa para cada convidado. A travessa é apresentada pelo lado direito do convidado que sentado à mesa, se serve dos itens de sua preferência. Obviamente este tipo de serviço só é praticado em raras ocasiões e para eventos pequenos.

Já o Serviço Empratado, comumente chamado de “À francesa” de forma equivocada, é servido em pratos que vão a mesa.

Entrada, Massa, Prato Principal e Sobremesa é o mais comum. A Cozinha prepara o Jantar empratado e a equipe de Serviço serve um prato para cada convidado. É comum ter opção vegetariana e isso é tratado antecipadamente.

“Este serviço é mais trabalhoso, requer o dobro de material e mão de obra e por isso custa mais caro que os demais serviços, mas em minha opinião é um desperdício de dinheiro – Explica Alain Pierre. Em casamentos, as pessoas não querem ficar à mesa sentadas e esperando o próximo prato. Os convidados querem circular, conversar e se divertir e é comum um prato servido e esfriando enquanto o dono do lugar saiu para bater papo com o amigo de infância que não via há algum tempo. Este estilo de serviço é excelente para outros tipos de ocasião que não sejam casamentos. Para um evento empresarial, no qual cada participante esteja à mesa escutando um pronunciamento ou assistindo um áudio visual com conteúdo pertinente ao evento, este é o estilo de serviço mais recomendado”.

Escolha o serviço que mais agradará seus convidados e familiares e boa festa !

Casamento ao ar livre em São Paulo: o que fazer para sair perfeito?

O casamento ao ar livre é um verdadeiro clássico. Popular nos EUA e na Europa, ele vem ganhando cada vez mais espaço aqui no Brasil por ser estiloso e original — ideal para noivos que gostam do contato mais próximo com a natureza e que desejam integrar o verde ao momento do “sim”.

Isso, numa megalópole como São Paulo, é um lindo contraste a ser explorado na hora de organizar a cerimônia e a festa.

Só que casar fora de um salão de festas também pode parecer, à primeira vista, um evento difícil de ser organizado. No entanto, com alguns cuidados específicos e dicas, é muito provável que você consiga transformar (com muito sucesso!) esse sonho em fantástica realidade.

Quer saber como garantir que tudo saia perfeito? Confira nossas dicas para casar ao ar livre!

Planeje com antecedência

Planejamento é a palavra-chave para quem não quer deixar nada ao acaso. Um casamento ao ar livre requer muita atenção para detalhes que, em um ambiente fechado, não seriam necessários.

O primeiro deles é a infraestrutura. É preciso saber o que será necessário para a organização e desenvolvimento tanto da cerimônia quanto da festa: banheiros, espaço para a preparação dos noivos, estacionamento, padrinhos, necessidades e desejos especiais… O melhor é contar com um lugar que já tenha experiência e estrutura para garantir conforto e bem-estar.

Depois, é preciso olhar o ambiente e ver como a sua visão da decoração e logística se aplica ao local. Se você quer uma grande banda ou orquestra, por exemplo, é preciso pensar no palco, nas instalações de eletricidade e iluminação, nos equipamentos de som e — é claro! — em uma pista de dança para você e os convidados aproveitarem cada minuto.

Para garantir que as agendas estejam organizadas e a execução não tenha falhas, é necessário tempo e muita atenção. Por isso, na medida do possível, planeje o evento com antecedência de um ano.

Leve a estação do ano em consideração

Em um casamento ao ar livre, a estação do ano faz toda a diferença. Quem deseja casar em março deve se lembrar de que essa é a estação das chuvas que podem atrapalhar seus planos, especialmente se esses planos forem para o fim de tarde.

As noivas que optam pelo inverno também precisam ter um cuidado especial ao escolher o vestido, para não passar frio (estar gripada na lua de mel não é nada atraente, né?). Já quem deseja celebrar esse momento tão especial no verão precisa estar atenta ao outro lado da moeda, optando por vestidos mais leves para espantar o calor.

Os convidados também precisam se preparar para encarar as situações, tanto na escolha da roupa quanto dos acessórios. Caso a cerimônia seja numa gramado, por exemplo, uma alternativa interessante é liberar as mulheres dos saltos altos ou vestidos longos.

Tenha um plano B

Pode ser que São Pedro não resolva colaborar com os seus planos de casar ao ar livre. Em um caso assim, é preciso ter jogo de cintura para não deixar que a chuva estrague esse momento tão especial.

Você tem três opções: aceitar a possibilidade de uma chuva de prosperidade nos noivos, alugar uma tenda ou mudar o espaço. Existem locais que já contam com uma estrutura com área coberta, bastando uma força-tarefa e boa vontade para mudar itens decorativos de lugar em uma emergência.

Portanto, nunca se esqueça de conferir a previsão meteorológica no decorrer da semana do evento, inclusive avisando funcionários e convidados de eventuais mudanças. Desse modo, você evita surpresas desagradáveis e pode até conseguir uma ambientação única para a cerimônia se valendo da chuvinha lá fora.

Ofereça um mimo aos seus convidados

Um casamento ao ar livre é uma ótima chance de aproveitar a natureza para celebrar o amor e costuma garantir lindas fotografias dos recém-casados e seus convidados. Entretanto, é preciso se lembrar que família e amigos nem sempre estão preparados para as condições climáticas do local.

Se você vai casar numa época fria, uma boa alternativa é oferecer pashminas para que eles fiquem bem quentinhos durante a sua celebração. No caso de o sol aparecer com força, aposte nas sombrinhas (aquelas orientais de papel são uma linda opção) e protetores solares para que ninguém fique bronzeado com marcas de vestido ou camisa social.

Um detalhe: vale a pena também oferecer repelentes aos convidados. Mesmo que a incidência de mosquitos seja baixa, é melhor prevenir e evitar crises de coceira entre os presentes.

Aproveite o ambiente ao máximo

Um dos maiores benefícios do casamento ao ar livre é contar com uma decoração exuberante: a natureza. Quem mora em São Paulo sabe como grandes áreas verdes são um bem-vindo descanso aos olhos e aos sentidos. Aproveite o que a Mãe Natureza já nos deu de presente!

O mais indicado é optar por elementos decorativos e cores que deem ênfase ao entorno. A preferência de muitas noivas é o estilo romântico e delicado, mas também é possível optar pelas linhas retas e contemporâneas, promovendo quebras que ajudam a destacar a fauna local.

Invista em um lindo projeto de iluminação

Ainda sobre o aproveitamento do espaço no casamento ao ar livre, a iluminação costuma ser um dos grandes focos na decoração. A razão para isso é muito simples: elas oferecem um lindo cenário e promovem diferentes sensações para a cerimônia, ditando o clima de cada momento.

A iluminação segue o estilo da decoração. É possível usar luminárias japonesas, pequenas velas penduradas nas árvores ou holofotes em várias direções, iluminando as árvores, criando caminhos etc. O melhor aproveitamento delas é a partir do final de tarde e à noite.

No quesito cores, o âmbar e o amarelo estão entre os preferidos. Além de aquecer o ambiente, criam um contraste bonito com céu azulado e criam cenários lindos para as fotografias. Mas não se esqueça das outras cores que podem ajudar a oferecer o clima certo para a ocasião e promover uma bela quebra que atraia o olhar geral.

Se você está na dúvida, uma boa dica é pesquisar nos arquivos de fotos de outras cerimônias realizadas no local e trocar ideias com o seu wedding planner, com o fotógrafo, a empresa de filmagem e o responsável pela iluminação. Eles podem ajudar a indicar caminhos para obter o máximo de beleza, ao vivo e em seus registros.

Dê boas vindas à vida de casado em grande estilo

Esse é um dos momentos da vida que não têm repetição, então não hesite ao tentar transformar todos os sonhos e desejos do casal em realidade. Personalize ao máximo para que o ambiente transmita a identidade de vocês e a celebração desse amor perante amigos e família!

Se você não tem tempo para cuidar de todos os detalhes mas não abre mão da qualidade no resultado final, uma ótima ideia é contar com os serviços de assessoria e cerimonial. Eles vão ajudá-la a encontrar os melhores fornecedores e fazer a supervisão dos detalhes, deixando que você fique mais tranquila para, por exemplo, escolher o vestido perfeito.

E se você quer dar um toque a mais, uma ótima ideia é fazer uma sessão de fogos de artifício para iluminar os caminhos futuros!

Gostou das nossas dicas? Esperamos que você possa aproveitá-las para fazer do seu casamento ao ar livre um sucesso!

Se você tem outras amigas que também estão planejando casar perto da natureza, que tal compartilhar esse artigo nas suas redes sociais? Você pode, inclusive, marcá-las e promover uma boa troca de ideias para chegar à cerimônia e festa perfeitas.

Aprenda como fazer um chá de panela perfeito!

Ao planejar um casamento, é importante dar atenção para cada detalhe. Afinal, você quer que tudo saia como o esperado, não é mesmo? Por isso, é válido lembrar que os eventos que antecedem esse momento da sua vida também são essenciais. É o caso do chá de panela.

Assim como todos os outros momentos de um casamento dos sonhos, o chá de panela é uma etapa importantíssima. O evento é uma espécie de prévia do grande dia, reunindo amigos, familiares e, claro, muitas risadas.

Para fazer o seu chá de panela e ter um pré-casamento inesquecível, é preciso planejar bem. Pensando nisso, vamos apresentar dicas para que você faça um evento perfeito, com diversão e alegria para todos. Confira:

Planeje meses antes

O planejamento é o seu primeiro passo. Por isso mesmo, ele é fundamental.

Pense: o chá de panela normalmente acontece cerca de um mês antes do casamento. A preparação, então, deve acontecer muito antes desse período. Converse com seus convidados e escolha uma boa data.

Depois disso, comece os preparativos para os outros detalhes, como decoração, buffet, etc. Compare os preços, verifique a qualidade dos serviços e busque as melhores opções para você e seu noivo.

Peça a ajuda de mais pessoas

Organizar um chá de panela sozinha, em meio a tantos outros preparativos do casamento, é uma missão quase impossível. Por isso, é uma boa ideia que você peça a ajuda dos familiares mais próximos e também dos padrinhos e madrinhas.

Sempre tem alguém que conhece um bom espaço, consegue o aluguel das mesas, cadeiras e louças com mais facilidade, sabe quais são os cardápios que fazem sucesso e ainda pode te ajudar no próprio dia do evento.

Com mais pessoas contribuindo, é tirada boa parte da pressão sobre você, deixando o momento mais descontraído e divertido.

Escolha um local adequado ao tamanho do evento

Se você busca um evento menor, apenas com convidados íntimos, faça o chá de panela no salão de festas do seu prédio, ou na casa de um dos seus familiares.

Caso você prefira algo maior, ou seja, com muitos convidados, procure por ambientes e salões que deem para todo mundo circular confortavelmente.

A ideia é que você escolha um local que comporte bem os seus convidados e tenha espaço suficiente para as brincadeiras e danças, além das mesas e cadeiras.

Pense no que vai servir

Bebidas e comidas boas são fundamentais em qualquer festa que se preze. Uma boa ideia é que, além dos canapés tradicionais, você ofereça refeições ou cardápios temáticos, como italiano, nordestino, paulista e mineiro.

Para facilitar o seu trabalho, contrate um pequeno buffet. Verifique se eles incluem as bebidas em seus serviços. Caso não façam isso, compre-as antecipadamente, lembrando-se de incluir a quantidade adequada de cervejas, refrigerantes, sucos e água.

Faça jogos e brincadeiras

Prepare jogos e brincadeiras que envolvam todo mundo. Uma boa ideia é que os seus amigos e familiares criem perguntas para você e seu noivo responderem (caso errem, devem pagar um mico).

Outras opções divertidas incluem: bingo, karaokê, adivinhar quem mandou o presente, etc. O mais importante é que todos se divirtam e aproveitem esse momento tão especial.

Se você gostou de saber mais sobre como fazer um chá de panela perfeito, compartilhe este post em suas redes sociais e ajude a outras noivas como você. Até mais!

6 tendências de bolos e doces para casamento

Além dos noivos, outro fator é fundamental na comemoração do matrimônio: a mesa do bolo e doces. Claro que toda a decoração da festa precisa ser pensada minunciosamente para representar o estilo do casal. Mas diante de tantos tipos de bolos e doces para casamento, é preciso analisar com cuidado para acertar em cheio na escolha e fazer bonito.

Afinal, toda noiva sonha em surpreender seus convidados, não necessariamente de uma forma inusitada e excêntrica, mas sim demonstrando seu bom gosto em cada item escolhido para seu grande dia. Confira agora algumas tendências que vieram para ficar!

Os melhores bolos e doces para casamento

Noivo: ok. Espaço para eventos: ok. Vestido: ok!  Estilo de decoração: indefinido. Esse status costuma deixar até as noivas mais calmas de cabelo em pé!

Por mais que você já tenha alguma noção sobre o tipo de festa que irá oferecer aos seus amigos e familiares – diurna glamourosa, noturna ostentação, mini-wedding, entre outras –  saiba que a decoração da mesa precisa estar alinhada ao seu objetivo, ou seja, ao tipo de cerimônia escolhido.

E aí entram as guloseimas que irão enfeitar a mesa e despertar o lado “formiguinha” de seus convidados. Que tal revolucionar com uma mesa cobiçada, de “encher os olhos”?

Para não se perder diante da infinidade de texturas, formatos e sabores, elegemos um check-list infalível com as últimas tendências em bolos e doces para casamento:

1. Ruffled cake

O bolo com babado é popular nos Estado Unidos e é o modelo ideal para as noivas que querem inovar, mas sem abrir mão do volume tradicional. Os babadinhos podem ser coloridos ou em degradé, compondo várias camadas e andares.

2. Naked cake

O bolo pelado continua sendo o queridinho do momento, e combina bastante com uma decoração típica dos casamentos mais rústicos, ao ar livre ou com clima praiano. Para ficar ainda mais bonito, ele pode conter frutas ou flores naturais como enfeite.

3. Florzinhas doces

Por falar em flores, as de açúcar também são ótimas opções para compor não só o naked cake, mas também qualquer outro tipo de bolo. Elas dão um charme especial e garantem a sutileza na medida certa!

4. Renda romântica

Outra opção tão delicada quanto é a moderna rendinha. Isso porque é possível reproduzir sua renda favorita ou a que será utilizada em seu vestido como decoração do bolo de casamento e também nos docinhos, macarons, cupcakes ou bem-casados. Pura criatividade, originalidade e romantismo!

5. Brigadeiros gourmet

Outra estrela que tem presença VIP em qualquer festa de casamento é, certamente, o brigadeiro! Ele não pode faltar, mas em vez de recorrer ao estilo convencional, que tal apostar no brigadeiro gourmet?

Trata-se de uma tendência que surpreende todos os paladares ao mesclar essa delícia com sabores surpreendentes: brigadeiro de chocolate Kit-kat, de limão, panetone ou creme brulé. E aí é só escolher seus preferidos!

6. Doces fitness

A onda fitness também é uma escolha assertiva para o casal que deseja agradar aqueles convidados adeptos da alimentação saudável.

Hoje, é possível encontrar diversos doces diet, sem glúten ou sem lactose, para ninguém botar defeito!

Seguindo a mesma intenção, estão os docinhos orgânicos com pouca quantidade de açúcar e que privilegiam opções naturais das frutas.

É o caso das compotas e bolos de pote funcionais que misturam frutas secas e cereais para deixar tudo mais bonito e recheado de calorias “do bem”!

Você já entendeu que uma mesa perfeita, além de apetitosa, também deve conter um bolo elegante e docinhos de dar água na boca! Aproveite e compartilhe esse post sobre bolos e doces para casamento com seus amigos para que eles tenham uma pista sobre uma das maiores atrações do seu grande evento!

O dia ideal para casar

Realizar uma cerimônia de casamento com direito a uma festa memorável é o sonho da maioria dos casais, porém, dentre tantas escolhas que os noivos devem fazer, é importante estar atentos a alguns aspectos, como a escolha do dia da semana e a época do ano.

A primeira e mais importante decisão na hora de planejar o seu casamento é definir quando e onde. Além disso, é fundamental saber mais sobre as particularidades não só dos dias da semana, mas também dos meses. O casal deve ainda ter conhecimento sobre as datas que não são tão atrativas. Quanta coisa, não é mesmo?

Se você quer saber mais sobre como planejar tudo isso, continue a leitura e escolha o dia ideal para casar!

Por que escolher os últimos dias da semana?

Sexta-feira: o dia da balada!

A escolha desse dia é ideal para os casais jovens, que focam menos na cerimônia e no jantar e mais na balada. São casais que marcam o evento para mais tarde e investem em serviços de bar e atrações musicais, sem focar tanto no buffet e na decoração.

Um jantar volante mais descolado combina muito com um casamento nesse estilo e ainda pode sair mais em conta no orçamento. Se você não quer gastar muito com uma festa, mas não abre mão de fazer uma celebração marcante e animadíssima, sexta-feira é o melhor dia!

Sábado: casamento ao pôr-do-sol

A realização da cerimônia aos sábados, ao pôr-do-sol, com um romântico fim de tarde, tem se tornado tendência, sobretudo para aqueles que preferem um evento sofisticado e descontraído ao ar livre.

Os casais buscam o jardim, com o sol se pondo ao fundo do altar, e investem em decoração floral, coquetel e jantar. Esse perfil de casal investe na cerimônia, pois está focado na tradição do casamento e em belíssimas mesas de doces, bolos cinematográficos, lembrancinhas e tudo o que têm direito em um casamento romântico.

Um bom bar de drinks, um DJ de primeira e um jantar franco-americano completo é uma fórmula perfeita em que não há como errar.

Domingo: cerimônia no jardim com a família

No passado, os casamentos eram celebrados somente aos domingos. Depois, esse dia da semana tornou-se menos frequente para as celebrações, mas, nos últimos tempos, tem se tornado novamente uma tendência. Muitos casamentos judaicos, por exemplo, são celebrados aos domingos.

Os casais que escolhem esse dia buscam leveza, elegância e o charme de uma festa diurna, podendo explorar ao máximo os jardins e as belezas naturais do local. A decoração é mais suave e de cores mais sóbrias e os convidados podem vestir trajes mais leves.

Brunchs, chás da tarde e almoços são comuns nesse dia e as cerimônias são geralmente marcadas para começar às 11h. Investir em boa comida, boa bebida e em um local que tenha natureza exuberante, é a fórmula do sucesso. Além disso, festas com esse perfil custam menos do que as tradicionais festas aos sábados.

Como usar os números a favor do casal?

Sabia que a numerologia pode ajudar a achar o dia perfeito para casar? Segundo essa ciência, cada número tem uma energia distinta. Por isso, o casal deve levar em consideração esse fator antes de escolher a data. Não entendeu? É simples!

Suponhamos que vocês pretendem oficializar a união no dia 12/09/2018. Agora, some todos esses números (1+ 2 + 0 + 9 + 2 + 0 + 1+ 8). O resultado é 23 (2 + 3) = 5. Esse número simboliza o encontro de almas gêmeas e a paz, portanto, o casal com essa numerologia acertou na escolha do dia.

Quais os benefícios e/ou desvantagens de cada mês?

Janeiro

Janeiro é um dos meses menos procurados pelas noivas. Não à toa, você terá facilidade em contratar o buffet e conseguir o espaço ideal para a cerimônia e a festa. Como é um período quente e com chuva, dê preferência para um casamento noturno em um local coberto.

Fevereiro

O mês do carnaval é um pouco instável em relação ao tempo. Por isso, é essencial ter cuidado redobrado no que diz respeito à meteorologia, afinal, você não quer ser pego de surpresa, certo?

Março

Se o casal é apaixonado por flores, março é o mês mais apropriado. Considerada a estação das orquídeas, você poderá investir em uma decoração florida. Contudo, não se esqueça que nesse mês também podem ocorrer chuvas imprevistas.

Abril

O seu sonho é realizar um casamento ao ar livre, na praia ou no campo? Então, não pense duas vezes para marcar a data em abril. O motivo? Esse mês possui temperaturas mais amenas e com poucas chances de chuva.

Maio

O mês de maio é um dos mais concorridos. Inclusive, ele já foi conhecido como o “mês das noivas”. Como a demanda é alta nessa data, possivelmente você vai se deparar com preços mais caros.

Junho

O friozinho já está começando nesse período, o que agrada muitos casais. Para combinar com o clima, nada melhor do que servir pratos e bebidas quentes. Vale ressaltar que esse é o mês das tulipas. Outro ponto positivo é que os preços estão mais em conta nessa época.

Julho

Como no mês anterior, as temperaturas estão mais baixas. Nesse cenário, é fundamental ter atenção tanto em relação ao local quanto ao buffet.

Agosto

Esse, possivelmente, é um dos meses menos desejados pelos casais, devido à fama de “mês do desgosto”. Em contrapartida, será possível achar preços mais acessíveis, inclusive de vestidos, uma vez que as marcas estão trocando a coleção e geralmente criam ofertas especiais.

Setembro

Queridinho das noivas, o mês de setembro é o mais escolhido. O clima gostoso da primavera inspira romance, independentemente do local. Como a procura é alta, você terá mais dificuldade para negociar preços com os fornecedores.

Outubro

Que tal casar em um período cheio de flores e com um clima agradável? Gostou da ideia? Então, outubro é a uma excelente opção.

Novembro

As chuvas voltam a aparecer, o que deixa as noivas preocupadas. Contudo, esse é o mês em que as pessoas começam a receber o 13° salário, o que é um ponto extremamente positivo.

Dezembro

Como é um mês de celebrações, com as tradicionais confraternizações empresarias, amigo oculto etc., o casal precisar ter cuidado ao optar por essa data — ainda mais que é uma época quente, que pode afetar até mesmo a durabilidade do buffet.

Quais as datas que não são recomendadas?

Dia de Todos-os-Santos

Existem certas datas que devem ser evitadas, principalmente para os casais que são supersticiosos. O Dia de Todos-os-Santos (1º de novembro), por exemplo, é uma data que não combina nem um pouco com um casamento, afinal ela está ligada — de certa forma — ao Dia dos Mortos.

Não entendeu? É simples. No dia 2 de novembro, as famílias têm o hábito de frequentar cemitérios para fazer uma homenagem aos entes queridos que já se foram. Não à toa, a igreja criou o Dia de Todos-os-Santos, celebrado exatamente um dia antes do Dia dos Finados, com o intuito que os fiéis se confessassem e comungassem antes de visitar os parentes falecidos.

Dia da Mentira

Com certeza você já deve ter caído em alguma pegadinha do dia 1° de abril, não é mesmo? Agora, imagine as brincadeiras que surgirão caso vocês se casem nessa data. Por isso, é melhor não arriscar e escolher outro dia.

Feriados e festas tradicionais

No final do ano, por exemplo, as pessoas se programam para viajar — seja com a família, seja sozinhas, uma vez que é um período com feriados prolongados e férias. Nesse cenário, existe a possibilidade da sua lista de convidados diminuir dramaticamente. O mesmo raciocínio vale para Carnaval, Semana Santa e afins.

Fato é que para chegar ao dia ideal para casar, os noivos têm que considerar uma série de fatores, desde o clima até mesmo o local e a logística dos serviços para a data pretendida.

Se você gostou das dicas, aproveite para esclarecer oito dúvidas sobre o casamento ao pôr do sol! Assim, seu evento será ainda mais especial! Já pensou nisso?

SaveSave

SaveSave

Casamento Vintage

Casamento Vintage – A palavra vintage deriva da produção de vinho: “vint”, se refere à safra da uva, e “age”, à idade do vinho. É quando a safra é excepcional e o vinho daquele ano é todo ele produzido exclusivamente com aquela safra.

O estilo Vintage em Casamentos, tem como proposta, resgatar objetos e símbolos de décadas passadas, dando um ar “Retrô” à festa. Alguns cuidados são necessários para não haver exagero nem falta no mix da decoração, objetos e estilos dentro da cerimônia e festa de casamento.

O Casal Maria Fernanda e André se casaram no Castelo Aragon, usando e abusando do conceito.

Da contratação do Pipoqueiro à montagem de um Lounge Retrô no Jardim, o Casamento foi cheio de detalhes e charme do inicio ao fim. O Cinema ao ar livre, passando filmes antigos do Elvis Presley fez sucesso e as Jaboticabeiras que estavam florindo, foram usadas como árvores de Maçãs do Amor! Ficou lindo!

O Bouquet, o Véu da noiva, os tenis All Star do noivo e padrinhos….tudo descolado e bacana. Até o Cover do Elvis Presley foi contratado! Parabéns ao casal, muitas felicidades e que o casamento inspire outras noivas que desejam adotar o conceito de Casamento Vintage!

Exemplos de objetos para um Casamento Vintage – Anos 20, 30, 40, 50 e 60

  • Retratos antigos
  • Relíquias de família
  • Antiguidades
  • Souvenirs antigos
  • Móveis clássicos
  • Móveis Provençais
  • Porcelanas e Louças Antigas
  • Lustres de Cristais
  • Bicicletas Antigas com cesto de flores
  • Rendas, laços e pérolas misturadas aos arranjos de flores

SaveSaveSaveSave

SaveSave

SaveSaveSaveSave