Category

Casamentos Reais

Category

Entrada da noiva: como escolher a música certa

A entrada da noiva é um momento mágico nas cerimônias de casamento, causando muitas emoções em convidados e no próprio noivo. Para tornar o momento ainda mais especial, a escolha da música certa é essencial.

A Marcha Nupcial tem sido uma tradição mantida a muitos anos, e que se iniciou em 1858 com o casamento da princesa Victoria com o príncipe da Prússia, Frederick William. Para a entrada da noiva, ela utilizou a Marcha Nupcial de Wagner (que é o trecho III da Opera Lohenfrin), e sua saída da cerimônia foi marcada pela Marcha Nupcial de Mendelssohn, obra musical baseada na peça “Sonho de uma noite de verão”, de Shakespeare (a mais usada aqui no Brasil).

Atualmente os casamentos permitem cerimônias mais modernas, onde é possível realizar uma mistura harmoniosa entre o tradicional e o moderno, explorando diferentes opções. Mas essa infinidade de alternativas acaba causando dificuldades para os noivos selecionarem as músicas para a cerimônia. Confira algumas dicas para escolher a música certa para a entrada da noiva.

Combinar com o casal

Para escolher a música correta para a entrada da noiva, é preciso focar no gosto musical do casal. Os dois devem procurar canções que tenham uma memória afetiva, para assim tornar o momento mais emocionante. Deve-se ter uma identificação especial com a letra. Pode ser qualquer música, desde que carregue um significado e sentimento particular para ambos.

Letra da música

Mesmo que não existam regras, vale seguir algumas recomendações para evitar algumas situações desagradáveis. Fique sempre atento à tradução da música, se ela possui expressões, gírias ou palavrões.

 

LEIA MAIS

Dia da noiva: como se planejar e programar

Tendências de buquês para casamentos

 

Inspirações

Para selecionar a sua música ideal para a entrada da noiva, uma dica é ficar atento às tendências musicais de cada ano para buscar inspirações, como músicas tradicionais e românticas que bombam nas rádios.  

Local

Ficar atento ao local que acontecerá a cerimônia pode ajudar na escolha. Locais como igrejas, por serem mais religiosos, podem conter restrições quanto a música. As mais comumente usadas são a tradicional Marcha Nupcial e Ave Maria. Em casamentos ao ar livre e no campo, vale a pena apostar em músicas mais leves e modernas, já que o ambiente permite canções mais descontraídas e românticas.  Casamentos na praia podem combinar mais com versões acústicas e leves.

Por que as noivas usam branco?

O vestido é um tema relevante para qualquer noiva e qualquer cerimônia, já que é um componente importante para a grande entrada da noiva. Mas você sabe de onde veio a tradição do vestido branco?

Sabe-se que o vestido da noiva, durante um período da história, servia principalmente para demonstrar o poder aquisitivo das famílias durante o casamento, ostentando beleza e luxo.

Diferente do que muitos pensam, ele nem sempre foi branco. Na Idade Média, a cor mais usada era o vermelho, enquanto no renascimento e no período barroco, ele era preto. É notável, também, que muitas culturas não aderiram a essa tradição, como a Índia.

Existem algumas versões sobre o surgimento dessa tradição. Confira agora três :

Napoleão Bonaparte

Em 1804, o uso do branco se popularizou na coroação de Napoleão Bonaparte, quando ele e sua esposa Josefina mandaram confeccionar trajes brancos bordados com fios de ouro para a cerimônia, que também marcou a oficialização da união do casal.

Curiosamente, o marco dessa união aconteceu na Catedral de Notre Dame, em Paris, mesma que no dia 15 de abril foi atingida por um incêndio que causou muitos danos, sendo uma ferida também para a história desse patrimônio, que já havia completado seus 850 anos.

Casamento de rainhas

O casamento de rainhas também marcou essa popularização. Uma versão diz que a rainha da Escócia, Mary Stuarts, para homenagear a família materna, usou a cor branca, a mesma do brasão.

Além disso, ainda dizem que a  rainha da França, Maria de Médici, casou com um traje branco com detalhes em dourado e decote quadrado no século XVII.

Rainha da Inglaterra, Vitória

Uma versão romântica diz que, no século XIX, a rainha da Inglaterra, Vitória, usou branco no seu casamento, sendo uma das primeiras nobres a se casar por amor. Além de optar pelo traje branco, ela substituiu a coroa de flores por um véu na cabeça.