Realizar uma cerimônia de casamento com direito a uma festa memorável é o sonho da maioria dos casais, porém, dentre tantas escolhas que os noivos devem fazer, é importante estar atentos a alguns aspectos, como a escolha do dia da semana e a época do ano.

A primeira e mais importante decisão na hora de planejar o seu casamento é definir quando e onde. Além disso, é fundamental saber mais sobre as particularidades não só dos dias da semana, mas também dos meses. O casal deve ainda ter conhecimento sobre as datas que não são tão atrativas. Quanta coisa, não é mesmo?

Se você quer saber mais sobre como planejar tudo isso, continue a leitura e escolha o dia ideal para casar!

Por que escolher os últimos dias da semana?

Sexta-feira: o dia da balada!

A escolha desse dia é ideal para os casais jovens, que focam menos na cerimônia e no jantar e mais na balada. São casais que marcam o evento para mais tarde e investem em serviços de bar e atrações musicais, sem focar tanto no buffet e na decoração.

Um jantar volante mais descolado combina muito com um casamento nesse estilo e ainda pode sair mais em conta no orçamento. Se você não quer gastar muito com uma festa, mas não abre mão de fazer uma celebração marcante e animadíssima, sexta-feira é o melhor dia!

Sábado: casamento ao pôr-do-sol

A realização da cerimônia aos sábados, ao pôr-do-sol, com um romântico fim de tarde, tem se tornado tendência, sobretudo para aqueles que preferem um evento sofisticado e descontraído ao ar livre.

Os casais buscam o jardim, com o sol se pondo ao fundo do altar, e investem em decoração floral, coquetel e jantar. Esse perfil de casal investe na cerimônia, pois está focado na tradição do casamento e em belíssimas mesas de doces, bolos cinematográficos, lembrancinhas e tudo o que têm direito em um casamento romântico.

Um bom bar de drinks, um DJ de primeira e um jantar franco-americano completo é uma fórmula perfeita em que não há como errar.

Domingo: cerimônia no jardim com a família

No passado, os casamentos eram celebrados somente aos domingos. Depois, esse dia da semana tornou-se menos frequente para as celebrações, mas, nos últimos tempos, tem se tornado novamente uma tendência. Muitos casamentos judaicos, por exemplo, são celebrados aos domingos.

Os casais que escolhem esse dia buscam leveza, elegância e o charme de uma festa diurna, podendo explorar ao máximo os jardins e as belezas naturais do local. A decoração é mais suave e de cores mais sóbrias e os convidados podem vestir trajes mais leves.

Brunchs, chás da tarde e almoços são comuns nesse dia e as cerimônias são geralmente marcadas para começar às 11h. Investir em boa comida, boa bebida e em um local que tenha natureza exuberante, é a fórmula do sucesso. Além disso, festas com esse perfil custam menos do que as tradicionais festas aos sábados.

Como usar os números a favor do casal?

Sabia que a numerologia pode ajudar a achar o dia perfeito para casar? Segundo essa ciência, cada número tem uma energia distinta. Por isso, o casal deve levar em consideração esse fator antes de escolher a data. Não entendeu? É simples!

Suponhamos que vocês pretendem oficializar a união no dia 12/09/2018. Agora, some todos esses números (1+ 2 + 0 + 9 + 2 + 0 + 1+ 8). O resultado é 23 (2 + 3) = 5. Esse número simboliza o encontro de almas gêmeas e a paz, portanto, o casal com essa numerologia acertou na escolha do dia.

Quais os benefícios e/ou desvantagens de cada mês?

Janeiro

Janeiro é um dos meses menos procurados pelas noivas. Não à toa, você terá facilidade em contratar o buffet e conseguir o espaço ideal para a cerimônia e a festa. Como é um período quente e com chuva, dê preferência para um casamento noturno em um local coberto.

Fevereiro

O mês do carnaval é um pouco instável em relação ao tempo. Por isso, é essencial ter cuidado redobrado no que diz respeito à meteorologia, afinal, você não quer ser pego de surpresa, certo?

Março

Se o casal é apaixonado por flores, março é o mês mais apropriado. Considerada a estação das orquídeas, você poderá investir em uma decoração florida. Contudo, não se esqueça que nesse mês também podem ocorrer chuvas imprevistas.

Abril

O seu sonho é realizar um casamento ao ar livre, na praia ou no campo? Então, não pense duas vezes para marcar a data em abril. O motivo? Esse mês possui temperaturas mais amenas e com poucas chances de chuva.

Maio

O mês de maio é um dos mais concorridos. Inclusive, ele já foi conhecido como o “mês das noivas”. Como a demanda é alta nessa data, possivelmente você vai se deparar com preços mais caros.

Junho

O friozinho já está começando nesse período, o que agrada muitos casais. Para combinar com o clima, nada melhor do que servir pratos e bebidas quentes. Vale ressaltar que esse é o mês das tulipas. Outro ponto positivo é que os preços estão mais em conta nessa época.

Julho

Como no mês anterior, as temperaturas estão mais baixas. Nesse cenário, é fundamental ter atenção tanto em relação ao local quanto ao buffet.

Agosto

Esse, possivelmente, é um dos meses menos desejados pelos casais, devido à fama de “mês do desgosto”. Em contrapartida, será possível achar preços mais acessíveis, inclusive de vestidos, uma vez que as marcas estão trocando a coleção e geralmente criam ofertas especiais.

Setembro

Queridinho das noivas, o mês de setembro é o mais escolhido. O clima gostoso da primavera inspira romance, independentemente do local. Como a procura é alta, você terá mais dificuldade para negociar preços com os fornecedores.

Outubro

Que tal casar em um período cheio de flores e com um clima agradável? Gostou da ideia? Então, outubro é a uma excelente opção.

Novembro

As chuvas voltam a aparecer, o que deixa as noivas preocupadas. Contudo, esse é o mês em que as pessoas começam a receber o 13° salário, o que é um ponto extremamente positivo.

Dezembro

Como é um mês de celebrações, com as tradicionais confraternizações empresarias, amigo oculto etc., o casal precisar ter cuidado ao optar por essa data — ainda mais que é uma época quente, que pode afetar até mesmo a durabilidade do buffet.

Quais as datas que não são recomendadas?

Dia de Todos-os-Santos

Existem certas datas que devem ser evitadas, principalmente para os casais que são supersticiosos. O Dia de Todos-os-Santos (1º de novembro), por exemplo, é uma data que não combina nem um pouco com um casamento, afinal ela está ligada — de certa forma — ao Dia dos Mortos.

Não entendeu? É simples. No dia 2 de novembro, as famílias têm o hábito de frequentar cemitérios para fazer uma homenagem aos entes queridos que já se foram. Não à toa, a igreja criou o Dia de Todos-os-Santos, celebrado exatamente um dia antes do Dia dos Finados, com o intuito que os fiéis se confessassem e comungassem antes de visitar os parentes falecidos.

Dia da Mentira

Com certeza você já deve ter caído em alguma pegadinha do dia 1° de abril, não é mesmo? Agora, imagine as brincadeiras que surgirão caso vocês se casem nessa data. Por isso, é melhor não arriscar e escolher outro dia.

Feriados e festas tradicionais

No final do ano, por exemplo, as pessoas se programam para viajar — seja com a família, seja sozinhas, uma vez que é um período com feriados prolongados e férias. Nesse cenário, existe a possibilidade da sua lista de convidados diminuir dramaticamente. O mesmo raciocínio vale para Carnaval, Semana Santa e afins.

Fato é que para chegar ao dia ideal para casar, os noivos têm que considerar uma série de fatores, desde o clima até mesmo o local e a logística dos serviços para a data pretendida.

Se você gostou das dicas, aproveite para esclarecer oito dúvidas sobre o casamento ao pôr do sol! Assim, seu evento será ainda mais especial! Já pensou nisso?

SaveSave

SaveSave

Autor

Escreva um comentário

Share This