Depois do tão esperado pedido de casamento, é hora de organizar a festa e a cerimônia. Parece fácil, mas, para que tudo aconteça conforme o esperado, o planejamento para casamento envolve diversos cuidados e detalhes.

Então, não sabe por onde começar? Fique calma! Com as informações necessárias sobre os preparativos, é possível organizar a sua cerimônia sem mistérios. Para te ajudar com isso, trouxemos este post com algumas dicas de como planejar o dia mais importante da sua vida! Confira:

Defina o estilo da festa

Muitos casais se sentem perdidos na hora de decidir o estilo do casamento. E não é à toa: hoje em dia existem diversas opções e tendências para festas, o que torna ainda mais difícil esta decisão.

Porém, esse é o primeiro passo a ser dado, pois essa definição influenciará diretamente na escolha de todos os outros itens. Afinal, é com base no estilo da festa que vocês vão escolher a decoração, local, cardápio e até o número de convidados.

Um mini wedding, por exemplo, é o modelo ideal para os casais mais descolados, que desejam uma cerimônia íntima. Em contrapartida, o estilo clássico é o preferido dos que gostam das festas tradicionais, com muitos convidados.

Agora, se vocês curtem o contato com a natureza, saiba que uma cerimônia na praia ou no campo pode render um clima bem especial, e belas paisagens para as fotos! Ainda há o estilo rústico, com móveis de madeira e muitas flores campestres, que anda em alta no mercado de casamentos.

Seja como for, não limite essa escolha a tendências ou opiniões de outras pessoas. Cada detalhe da festa deve refletir o estilo dos noivos!

Selecione o local

Antes de assinar o contrato, o local do casamento deve ser escolhido com muito cuidado. Além de transmitir a sintonia do casal, ele influenciará a escolha dos demais itens da cerimônia.

É muito comum que, durante o planejamento, os noivos já tenham sonhado com o local da festa. Seja na igreja, no campo ou mesmo um destination wedding, o importante é que o local seja perfeito para os dois e que tudo transcorra sem problemas. E, para isso, é preciso levar em consideração alguns aspectos.

Se optarem por casar em uma grande metrópole, os espaços para a festa e cerimônia não podem ser muito distantes um do outro, por exemplo. Afinal, vocês não gostariam que seus convidados — ou vocês mesmo — ficassem presos no trânsito, não é verdade?

A segurança e infraestrutura também não devem ser deixadas de lado. Antes de assinar o contrato, verifique com atenção se o local dispõe de estacionamento, banheiros, móveis, geradores, dentre outros itens essenciais. E não se esqueça de verificar as licenças e alvarás para funcionamento.

Dessa maneira, você garantirá que a festa aconteça exatamente como vocês sonharam!

Escolha a melhor época

A escolha da melhor época para casar está bem relacionada ao espaço do casamento e ao orçamento. Se vocês dois pretendem casar ao ar livre, por exemplo, é bom optar por um mês que não chova muito. Mas, antes de pensar nas vantagens desse ou daquele mês, é preciso avaliar se ele tem muitos feriados ou datas comemorativas.

Não há nenhum problema casar em dezembro, mas uma data próxima ao Natal ou Ano Novo não seria uma boa escolha. Muitas pessoas viajam nesse período, e talvez deixem de comparecer ao seu casamento.

Cuidado também com o Carnaval, finais de campeonatos de futebol e o aniversário da cidade. Esses eventos, além de gerar problemas de locomoção, ainda podem tornar seu casamento mais caro.

Outra dica importante é aliar a data da festa à melhor época para a viagem de lua de mel.

Em períodos de baixa temporada, é possível encontrar pacotes de viagens com melhores preços, além de os pontos turísticos estarem mais vazios. Uma excelente escolha para unir o útil ao agradável!

Elabore a lista de convidados

A lista de convidados é a parte do planejamento que costuma trazer mais dor de cabeça para os noivos.

É normal sentir aquela vontade de convidar todo mundo para a festa, mas não se esqueça de que a quantidade de pessoas presentes influenciará no valor da decoração, buffet, lembrancinhas, dentre outros fatores. Por isso, é fundamental que a sua lista esteja de acordo com o seu orçamento!

Para elaborá-la, sente com o seu noivo e liste todas as pessoas que vocês não podem deixar de fora da data. Comece com os familiares e amigos mais próximos — depois, caso o espaço do casamento permita, vocês incluirão pessoas não tão próximas.

Pense: com que frequência vejo essa pessoa? Ela falou comigo no meu último aniversário ou natal? Essas são algumas das perguntas que lhe ajudarão a decidir quem ficará fora da lista, ou não.

Também é interessante deixar um espaço reservado para pessoas que vocês possam conhecer neste período de tempo, já que, até o casamento, o seu círculo de amizades — e familiar — pode aumentar.

Reserve a cerimônia religiosa

Se você e o seu noivo decidiram casar na igreja, é fundamental reservar a data com certa antecedência. Igrejas mais concorridas costumam preencher seus horários para os próximos 2 anos, principalmente nos meses de maio, setembro e dezembro.

Algumas igrejas realizam vários casamentos no mesmo dia, o que pode te deixar sem opções de horários. Por isso, mesmo que a cerimônia religiosa seja celebrada no mesmo local da festa, é preciso se precaver em relação à data.

Padres, pastores e celebrantes são mais procurados em determinadas épocas do ano, então, procure agendar a data com, pelo menos, 8 meses de antecedência. Assim, além de garantir o dia e o horário que desejam, vocês também terão tempo suficiente para elaborar uma cerimônia mais personalizada.

Defina o cardápio e as bebidas

Coquetel, almoço ou jantar? Devo contratar serviço de bar? Essas são as principais dúvidas que surgem na hora de definir o cardápio e as bebidas. Mas o que muitos casais não sabem é que isso pode ser facilmente decidido se for considerado outro fator: o horário da cerimônia.

Caso o casamento seja realizado de manhã ou no período da tarde, ofereça aperitivos e almoço com opções mais leves. Aposte em saladas, muffins, bolo, crepes, quiches, entre outras delícias. Por ser mais cedo, também não é necessário ter muitas opções de bebidas alcoólicas: água, refrigerante, sucos, vinho e drinks sem álcool podem ser ótimas escolhas!

Já para os casamentos realizados à noite, o ideal é que seja servido um coquetel com prato quente ou jantar mais completo. Canapés, massas e sobremesas costumam agradar a todos convidados.

Além das bebidas comuns — água e refrigerante —, muitos casais optam por servir cerveja, champanhe e vinho. Caso queira incrementar a festa, contrate um serviço de barman para fazer drinks mais elaborados.

Por fim, independentemente do estilo, cardápio ou local escolhido, o importante é que o casamento fique a cara dos pombinhos. Por isso, é fundamental que os dois sentem e conversem sobre todos os detalhes.

Quando o homem participa e ajuda nas decisões, o planejamento deixa de ser algo trabalhoso para se tornar um delicioso — e inesquecível — momento do casal!

E aí, gostou deste post? Agora que aprendeu a fazer um planejamento para casamento, aproveite a visita para assinar a nossa newsletter! Desse jeito, você vai receber mais atualizações sobre o assunto na sua caixa de entrada!

Autor

Escreva um comentário

Share This