O vestido é um tema relevante para qualquer noiva e qualquer cerimônia, já que é um componente importante para a grande entrada da noiva. Mas você sabe de onde veio a tradição do vestido branco?

Sabe-se que o vestido da noiva, durante um período da história, servia principalmente para demonstrar o poder aquisitivo das famílias durante o casamento, ostentando beleza e luxo.

Diferente do que muitos pensam, ele nem sempre foi branco. Na Idade Média, a cor mais usada era o vermelho, enquanto no renascimento e no período barroco, ele era preto. É notável, também, que muitas culturas não aderiram a essa tradição, como a Índia.

Existem algumas versões sobre o surgimento dessa tradição. Confira agora três :

Napoleão Bonaparte

Em 1804, o uso do branco se popularizou na coroação de Napoleão Bonaparte, quando ele e sua esposa Josefina mandaram confeccionar trajes brancos bordados com fios de ouro para a cerimônia, que também marcou a oficialização da união do casal.

Curiosamente, o marco dessa união aconteceu na Catedral de Notre Dame, em Paris, mesma que no dia 15 de abril foi atingida por um incêndio que causou muitos danos, sendo uma ferida também para a história desse patrimônio, que já havia completado seus 850 anos.

Casamento de rainhas

O casamento de rainhas também marcou essa popularização. Uma versão diz que a rainha da Escócia, Mary Stuarts, para homenagear a família materna, usou a cor branca, a mesma do brasão.

Além disso, ainda dizem que a  rainha da França, Maria de Médici, casou com um traje branco com detalhes em dourado e decote quadrado no século XVII.

Rainha da Inglaterra, Vitória

Uma versão romântica diz que, no século XIX, a rainha da Inglaterra, Vitória, usou branco no seu casamento, sendo uma das primeiras nobres a se casar por amor. Além de optar pelo traje branco, ela substituiu a coroa de flores por um véu na cabeça.

Autor

Escreva um comentário

Share This