Tag

buffet

Browsing

Planejamento para casamento: por onde começar?

 

O planejamento para casamento é quase tão importante quanto a própria cerimônia. E não é para menos, já que ele será o responsável por garantir que tudo ocorra exatamente como você sempre quis em seu grande dia, não é mesmo?

Depois do tão esperado pedido de casamento, é hora de organizar a festa e a cerimônia. A tarefa pode até parecer fácil, mas, para que tudo aconteça conforme o esperado, o planejamento para casamento envolve diversos cuidados e detalhes que não podem ficar de fora.

Então, não sabe por onde começar? Fique calma! Com as informações necessárias sobre os preparativos, é possível organizar a sua cerimônia sem mistérios. Para ajudar você com isso, trouxemos este post com algumas dicas de como planejar o dia mais importante da sua vida. Confira!

Planeje os eventos pré-casamento

Engana-se quem acha que o casamento começa e termina no dia da cerimônia. Os planejamentos da festa envolvem outros eventos que acontecerão tanto depois — como a lua de mel — quanto antes do grande dia.

Os eventos pré-casamento darão aos noivos um gostinho do que será a cerimônia de matrimônio, e unirão todos os amigos e familiares para celebrar o que está por vir. Bons exemplos de eventos como esses são os chás de panela, de lingerie e as despedidas de solteiro.

Por isso, o mais indicado é que tanto o noivo quanto a noiva comecem a planejar esses eventos com certa antecedência. Definir os temas, escolher os locais e mandar os convites pode, além de tudo, ser considerado como um treinamento para as atribuições que virão no futuro.

Defina o orçamento

Após a definição dos eventos pré-cerimônia, chega a hora de definir o orçamento da sua festa. Esse valor será aquele que vocês poderão gastar nos preparativos e é parte fundamental do planejamento para casamento. Afinal de contas, o seu evento não pode extrapolar aquilo que você tem no banco, certo?

Portanto, os noivos precisam se reunir e colocar na ponta do lápis tudo o que têm para gastar na cerimônia. A partir daí, fica muito mais fácil escolher quais serão as prioridades e quanto poderá ser gasto em cada uma das áreas do casamento.

Defina o estilo da festa

Muitos casais se sentem perdidos na hora de decidir o estilo do casamento. E não é à toa: hoje em dia, existem diversas opções e tendências para festas, o que torna essa decisão ainda mais difícil.

Porém, esse é o primeiro passo a ser dado, pois essa definição influenciará diretamente na escolha de todos os outros itens. Afinal, é com base no estilo da festa que vocês vão escolher a decoração, o local, o cardápio e até o número de convidados.

Um mini wedding, por exemplo, é o modelo ideal para os casais mais descolados, que desejam uma cerimônia íntima. Em contrapartida, o estilo clássico é o preferido dos que gostam das festas tradicionais, com muitos convidados.

Agora, se vocês curtem o contato com a natureza, saiba que uma cerimônia na praia ou no campo pode render um clima bem especial, e belas paisagens para as fotos! Ainda há o estilo rústico, com móveis de madeira e muitas flores campestres, que anda em alta no mercado de casamentos.

Seja como for, não limite essa escolha a tendências ou opiniões de outras pessoas. Cada detalhe da festa devem refletir o estilo dos noivos!

Selecione o local

Antes de assinar o contrato, o local do casamento deve ser escolhido com muito cuidado. Além de transmitir a sintonia do casal, ele influenciará a escolha dos demais itens da cerimônia.

É muito comum que, durante o planejamento, os noivos já tenham sonhado com o local da festa. Seja na igreja, no campo ou mesmo um destination wedding, o importante é que o local seja perfeito para os dois e que tudo transcorra sem problemas. E, para isso, é preciso levar em consideração alguns aspectos.

Se optarem por casar em uma grande metrópole, os espaços para a festa e a cerimônia não podem ser muito distantes um do outro, por exemplo. Afinal, vocês não gostariam que seus convidados — ou vocês mesmo — ficassem presos no trânsito, não é verdade?

A segurança e a infraestrutura também merecem atenção. Antes de assinar o contrato, verifique se o local dispõe de estacionamento, banheiros, móveis, geradores, dentre outros itens essenciais. Confira, ainda, as licenças e os alvarás para funcionamento. Essas são medidas para garantir que a festa acontecerá exatamente como vocês sonharam!

Pense nas atrações da cerimônia

Outro ponto muito importante a ser definido é a parte de atrações que darão um toque especial à cerimônia. Elas devem ser incluídas no orçamento e os testes com os profissionais responsáveis precisam começar o quanto antes.

Alguns dos exemplos mais comuns de atrações são bandas, DJs ou cantores solo. A definição do repertório também deve ser pensada durante essa época, além de outros serviços como som, imagem e fotografia.

Escolha a melhor época

A escolha da melhor época para casar está bem relacionada ao espaço do casamento e ao orçamento. Se vocês dois pretendem casar ao ar livre, por exemplo, é bom optar por um mês que não chova muito. Mas, antes de pensar nas vantagens desse ou daquele mês, é preciso avaliar se ele tem muitos feriados ou datas comemorativas.

Não há problema algum casar em dezembro, mas uma data próxima ao Natal ou Ano Novo não seria uma boa escolha. Muitas pessoas viajam nesse período, e talvez deixem de comparecer ao seu casamento.

Cuidado também com o Carnaval, finais de campeonatos de futebol e o aniversário da cidade. Esses eventos, além de gerar problemas de locomoção, ainda podem tornar seu casamento mais caro. Outra dica importante é aliar a data da festa à melhor época para a viagem de lua de mel.

Em períodos de baixa temporada, é possível encontrar pacotes de viagens com melhores preços, além de os pontos turísticos estarem mais vazios. Uma excelente escolha para unir o útil ao agradável!

Elabore a lista de convidados

A lista de convidados é, sem sombra de dúvidas, a parte do planejamento que costuma trazer mais dor de cabeça para os noivos. Por isso, ela deve ser feita com antecedência e levar alguns fatores importantes em consideração.

É normal sentir aquela vontade de convidar todo mundo para a festa, mas não se esqueça de que a quantidade de pessoas presentes influenciará no valor da decoração, buffet, lembrancinhas, dentre outros fatores. Sendo assim, a sua lista precisa estar de acordo com o seu orçamento!

Para elaborá-la, sente com o seu noivo e liste todas as pessoas com as quais vocês querem celebrar o grande dia. Comece com os familiares e amigos mais próximos — depois, caso o espaço do casamento permita, vocês incluirão pessoas não tão próximas.

Pense: com que frequência eu vejo essa pessoa? Ela falou comigo no meu último aniversário ou no Natal? Essas são algumas das perguntas que lhe ajudarão a decidir quem ficará fora da lista, ou não.

Também é interessante deixar um espaço reservado para pessoas que vocês possam conhecer neste período de tempo, já que, até o casamento, o seu círculo de amizades — e familiar — pode aumentar.

Defina quais serão as lembrancinhas

Embora normalmente não representem um problema durante o planejamento para casamento, a definição de quais serão as lembrancinhas oferecidas durante a cerimônia é uma tarefa relevante e que não deve ser deixada de lado.

Para tal, é necessário verificar a lista de convidados e pensar em presentinhos que agradem boa parte daqueles que estarão presentes em sua festa. Tente escolher objetos úteis e que serão, de fato, utilizados, para deixar sua marca na lembrança de seus amigos!

Boas opções de lembrancinhas úteis e práticas são caderninhos, calendários, ecobags e outros utensílios personalizados. Há uma grande variedade de alternativas que podem ser a cara do seu evento!

Reserve a cerimônia religiosa

Se você e o seu noivo decidiram casar na igreja, é fundamental reservar a data com certa antecedência. Igrejas mais concorridas costumam preencher seus horários para os próximos dois anos, principalmente nos meses de maio, setembro e dezembro.

Algumas igrejas realizam vários casamentos no mesmo dia, o que pode deixar vocês sem opções de horários. Diante disso, mesmo que a cerimônia religiosa aconteça no mesmo local da festa, é preciso se precaver em relação à data.

Padres, pastores e celebrantes são mais procurados em determinadas épocas do ano. Então, procure agendar a data com, pelo menos, oito meses de antecedência. Assim, além de garantir o dia e o horário que desejam, vocês também terão tempo suficiente para elaborar uma cerimônia mais personalizada.

Defina o cardápio e as bebidas

Coquetel, almoço ou jantar? Devo contratar serviço de bar? Essas são as principais dúvidas que surgem na hora de definir o cardápio e as bebidas. Mas o que muitos casais não sabem é que isso pode ser facilmente decidido se for considerado outro fator: o horário da cerimônia.

Caso o casamento seja realizado de manhã ou no período da tarde, ofereça aperitivos e almoço com opções mais leves. Aposte em saladas, muffins, bolo, crepes, quiches, entre outras delícias. Por ser mais cedo, também não é necessário ter muitas opções de bebidas alcoólicas: água, refrigerante, sucos, vinho e drinks sem álcool podem ser ótimas escolhas!

Já se o casamento for realizado à noite, o ideal é servir um coquetel com prato quente ou jantar mais completo. Canapés, massas e sobremesas costumam agradar a todos os convidados.

Além das bebidas comuns — água e refrigerante —, muitos casais optam por servir cerveja, champanhe e vinho. Caso queira incrementar a festa, contrate um serviço de barman para fazer drinks mais elaborados.

Comece a planejar a lua de mel

Por fim, mas não menos importante, é necessário começar a pensar na lua de mel. Esse evento pós-casamento serve para os noivos relaxarem, como também marca o início da vida a dois. Logo, o momento deve ser bem pensado e planejado.

O lugar e a hospedagem, em especial, já devem ser praticamente definidos durante a escolha da época do casamento. Portanto, a dica é comprar as passagens com antecedência para que tudo saia mais barato.

Mais à frente, vocês podem determinar outros fatores como os roteiros e os passeios que serão feitos, além do orçamento para o restante da viagem. E, finalmente, basta preparar as malas e cair na estrada!

Independentemente do estilo, do cardápio ou do local escolhido, o importante é que a cerimônia fique a cara dos pombinhos. Por isso, é fundamental que os dois sentem e conversem sobre todos os detalhes. Assim, o planejamento deixa de ser algo trabalhoso e se torna um delicioso e inesquecível momento do casal!

Se você curtiu nossas dicas de planejamento para casamento, certamente vai gostar de outro artigo que preparamos. Saiba qual é a importância do local nos diferentes tipos de festa de casamento e garanta uma cerimônia incrível!

 

Como reduzir os custos com estrutura para o casamento?

Quando estamos organizando um casamento, sabemos que os gastos são diversos. O mercado oferece inúmeras opções e, é claro, queremos contratar os melhores serviços para proporcionar um momento único a todos os nossos convidados. Considerando que os gastos geralmente acabam sendo exacerbados, você sabe como reduzir os custos com estrutura para casamento — ou melhor, se isso é realmente possível?

São diversos os investimentos que compõem a estrutura, como aluguel do salão, mobília, som, iluminação e decoração. Contudo, se você souber como enxugar os gastos, é possível realizar uma festa inesquecível e ter o casamento dos seus sonhos sem usar quantias exorbitantes.

Se você quer saber como reduzir os custos com estrutura para casamento, continue a leitura e aprenda tudo sobre o assunto! Vamos lá?

Organize com calma a planilha orçamentária

O primeiro passo para saber até onde você pode investir é fazer uma planilha para organizar o financeiro da sua festa. Liste todos os gastos, separando-os por áreas para otimizar o tempo:

  • estrutura;
  • convites e materiais impressos;
  • alimentação e bebidas;
  • vestimentas;
  • equipe de trabalho;
  • lua de mel;
  • logística e transporte.

Ao mapear todos os custos, é possível ter um panorama bem amplo sobre a sua festa. Marque todos os itens que são prioritários e os aspectos dos quais você não abre mão e tente negociar um valor menor para aqueles que são menos importantes.

Saiba negociar os valores

Para cada item da sua lista, solicite, no mínimo, três orçamentos. Dessa forma, fica muito mais fácil saber se algum fornecedor está superfaturando em cima de algum item — afinal, não é nenhuma novidade que muitos fornecedores cobram muito mais do que deveriam quando ouvem a palavra “casamento”.

Isso, no entanto, não significa que você deve contratar o fornecedor mais barato. Estamos apenas ressaltando que, para realizar o casamento dos seus sonhos, é necessário avaliar o melhor custo-benefício, prezando sempre pela qualidade dos serviços e pela confiança no fornecedor.

Além disso, se você gostou de algum fornecedor e ele não é o mais em conta financeiramente, tente conversar e chegar em um acordo em comum, talvez substituindo alguns itens que são mais caros por outros mais econômicos.

Contrate poucos (e bons) fornecedores para reduzir custos com estrutura para casamento

Outro segredo para não estourar o orçamento é contratar poucos fornecedores. Contudo, eles precisam ser da sua confiança para que exista a certeza de que nenhum deles vai criar uma terrível dor de cabeça na semana do seu evento.

Quando você encontra um fornecedor que tem grande parte dos itens necessários, é indicado fechar um pacote (o que comumente acaba saindo mais em conta). Além disso, não há a preocupação em assinar diversos contratos e controlar a chegada de cada um deles no seu casamento.

Por exemplo, imagine que você alugou cadeiras em lugar, sofás em outro, lustres em outro e ainda vasos decorativos em um quarto fornecedor. É necessário se preocupar com quatro contratos, quatro pagamentos, quatro notas fiscais, quatro entregas, montagens, desmontagens… cansativo, não? Agora, imagine que todos esses itens você alugou em apenas um lugar. O processo se torna muito mais fácil e acessível, certo?

Contrate uma assessoria expert no assunto

É natural que muitas pessoas pensem que, se ela própria organizar o seu casamento, os custos serão muito menores. Contudo, por ser expert no assunto, uma assessoria em eventos tem muito mais propriedade para encontrar os itens personalizados que você precisa, sabendo quais materiais podem ser substituídos por outros mais acessíveis, mas da mesma qualidade.

Normalmente, as assessorias firmam parcerias com fornecedores-chave, ou seja, investem sempre nos mesmos que trazem mais confiança e têm a certeza de que os produtos alugados são de qualidade.

Isso acontece porque as assessorias de eventos planejam, coordenam e organizam diversos casamentos ao mesmo tempo, assim conseguindo negociar um valor muito melhor para a estrutura do seu casamento.

Além disso, você não precisa se preocupar com detalhes técnicos e pode focar a sua atenção em assuntos mais interessantes, como a escolha do modelo do convite, o vestido de noiva e até mesmo organizar a tão sonhada viagem de lua de mel.

Confira se o espaço alugado tem estrutura para som e iluminação

Se você optar por realizar o seu casamento em um local que não tenha estrutura para o som e a luz, saiba que será mais um investimento necessário. Por isso, é sempre recomendado encontrar um lugar que já tenha essas estruturas.

Existem, por exemplo, ambientes que já têm espaço para inserir os globos de luz e montar uma pista de dança incrível. Ao contrário, se o ambiente não tiver isso, é necessário investir nas estruturas de goleira, torres e outras estruturas de luzes — sem contar que você vai precisar investir em uma boa decoração para escondê-las.

Encontre um local que seja naturalmente lindo

O que queremos dizer com isso? Significa que, se houver o investimento em um espaço bruto, que tem apenas quatro paredes e luzes comuns, você vai gastar o dobro investindo em decoração como tapumes, plantas, faixas e demais acessórios.

Agora, se você encontrar um espaço que seja apropriado para festas, que as paredes já sejam pintadas de acordo com a elegância da ocasião, que seja bem iluminado com grandes janelas e tenha lustres charmosos, será preciso investir em alguns poucos artigos para embelezá-lo.

Além disso, alguns espaços para aluguel para eventos possuem jardins integrados, favorecendo o bem-estar e acomodação dos convidados — além, é claro, de tornar o momento ainda mais perfeito.

Sabendo que o casamento é uma celebração importante tanto para os noivos quanto para os convidados, ele precisa ser muito bem planejado para tornar o momento único para todos. Por isso, uma etapa muito importante na organização de uma festa é saber como economizar na hora de contratar os serviços. Assim, quando você enxuga esses gastos, pode investir em outros detalhes que considera mais importante.

Neste post, apresentamos algumas dicas sobre como reduzir os custos com estrutura para casamento. Se você nos acompanhou até aqui, temos a certeza de que vai adorar aprender também sobre os benefícios de fazer a cerimônia e a festa no mesmo local. Boa leitura e até o próximo post!

Gastronomia: Dicas de como escolher o menu do seu evento!

Escolher aquilo que será servido em seu evento é de grande responsabilidade. O tipo de serviço deve combinar com o estilo da festa e oferecer opções para os gostos da maioria dos convidados. Por isso, listamos alguma dicas para você escolher o menu ideal!

MENU DEGUSTAÇÃO

Os aperitivos vêm em pequenas porções. É ideal para eventos mais modernos, já que vão passar independente dos convidados estarem acomodados ou na pista. A ideia é que o convidado experimente diversas receitas, por isso, é possível servir diversos tipos de comidas, desde que possam ser degustadas em pé.

Algumas opções: rolinho de rosbife com farofa de pistache, pacotinho de Zucchini com Brandade de Bacalhau, Rolinho de Berinjela com Tomate e Mussarela de Búfala e Batatinha com Queijo Gruyère.

FINGER FOOD
O menu finger food é parecido com o menu degustação, já que são servidos em formato volante, em pequenas porções. A diferença é que não se usam pratos e cumbucas. Neste serviço, também não entram carnes que precisam ser cortadas ou comidinhas que desmancham.

Algumas opções: bombocado de bacalhau, amarradinho caprese, brioche de salmão, rolinho de berinjela com ratatouille de legumes e rolinho de parma com queijo de cabra.

COQUETEL
Trata-se do serviço de canapés volantes. Pode-se optar por ‘coquetel com prato volante’ e acrescentar um prato quente.

Algumas opções: canapé de arroz negro com shimeji e shitaki, a bruschetta de queijo brie com pesto e maçã verde e a tortinha de alho poró.

FRANCO-AMERICANO
Um dos serviços mais requisitados para eventos. É montado como um banquete, com réchauds. Neste serviço, é possível servir de tudo. A vantagem é que cada um se serve da forma como preferir e a quantidade que quiser.

Algumas opções: rosbife com cinco pimentas, salmão com crosta de laranja e purê de mandioquinha com baunilha, picanha confitada, vinagrete de polvo, bobó de camarão, risoto de cevadinha com cogumelo etc.

JANTAR EMPRATADO
Este é um tipo de serviço que dá muita ênfase à gastronomia, por ter apresentações diferenciadas. Neste tipo de serviço, todos os convidados devem ficar sentados, não há uma ilha com os pratos. Trata-se de um serviço mais demorado, pois espera-se todo mundo terminar um prato para que seja servido o próximo. Além disso, é preciso ter muitos garçons para atender a todos os convidados. Os pratos ficam lindos, pois são servidos imediatamente. Há também uma montagem de talheres bem farta na mesa. Por conta disso, há valores especiais para este o jantar empratado.

Algumas opções: lombo de bacalhau, paleta de cordeiro, brandade de bacalhau, ceviche com arroz negro, salada de figos com queijo de cabra e molho de maracujá, moqueca de frutas.

O que não pode faltar no buffet do meu casamento?

Organizar um casamento não é uma tarefa fácil. Todos esperam que o grande dia seja perfeito e, para isso, se preocupam com os mínimos detalhes dos preparativos. Uma das maiores preocupações é com a escolha do buffet de casamento e a definição do cardápio.

Para proporcionar uma festa de sucesso, é fundamental que você tenha um cuidado especial com a escolha e a preparação das comidas e bebidas. Além do gosto dos noivos, é preciso levar em consideração as opções de cardápio, o perfil dos seus convidados, o tema da recepção, o horário e local da sua festa, entre outros fatores.

Por isso, no post de hoje vamos te ajudar a entender melhor o que é preciso para planejar um bom buffet para o seu casamento. Confira:

Harmonização e coerência

Antes de definir o buffet do seu casamento, é importante que local, tema e horário já tenham sido definidos. Isso, porque é muito importante que haja coerência entre o cardápio e o clima geral da sua festa.

Se o seu evento for de dia, por exemplo, é interessante harmonizar pratos e bebidas mais leves, enquanto, no caso de festas à noite, é melhor que você opte por combinações mais encorpadas.

Também é essencial considerar os costumes das famílias dos noivos. Algumas culturas necessitam de preparações especiais ou possuem restrições a certos tipos de alimentos.

Cardápios que agradem a todos

Para os pratos quentes, é bom que você ofereça duas ou três opções que garantam que todos os convidados sejam bem servidos. O ideal é optar por um cardápio à base de carne, um à base de peixe e outro para os vegetarianos.

Durante toda a festa, é importante servir os tipos de canapés mais procurados e requisitados em qualquer tipo de evento.

Equilíbrio entre o requintado e o consagrado

Para uma celebração de bom gosto, o seu buffet de casamento deve encontrar um meio termo entre os alimentos requintados e os aperitivos consagrados. Por exemplo, você pode incrementar com um Croquetinho de Carne com um Molho de Mostarda Dijon. Tenha certeza: será um sucesso!

Bebidas para todos

Não tem jeito: para que a sua festa seja um sucesso, é preciso que tenha bebidas de qualidade para todo mundo. Na hora de calcular a quantidade ideal, leve em conta o perfil dos convidados — se bebem muito ou pouco, por exemplo — e a harmonização com os pratos.

Lembre-se também das alternativas sem álcool, como os sucos e refrigerantes. Outra bebida que não pode faltar na sua festa é muita água fresca.

Uma boa sobremesa

A sobremesa é aquele prato especial, para fechar a noite e fazer com que todos se lembrem da sua festa com carinho. Além do tradicional bolo de casamento, pode ser interessante que você inove com outras opções de sobremesas, como docinhos ou mesmo sorvetes.

Na saída, uma mesa de biscoitos, chocolates e cafés, sem dúvidas, agradará a todos.

Um bom atendimento

Além da qualidade e variedade do cardápio, para um bom buffet de casamento é imprescindível que haja uma boa recepção. Ela é essencial na hora da festa, no treinamento adequado da equipe e no momento dos preparativos, para te ajudar a montar tudo com muito carinho!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como preparar um buffet de casamento, entre em contato conosco e conheça nossos serviços! Estamos te esperando!