Tag

cerimônia

Browsing

Álbum de casamento: 5 dicas para selecionar as fotos

Após o casamento, aos poucos o casal vai voltando a rotina, e o que resta é recordar o momento especial vivido. Por isso, as fotos são tão importantes e sabemos que escolhe-las não é tarefa fácil. Confira 5 dicas de como selecionar as fotos para o álbum de casamento:

1. Trajetória

Uma ótima dica para quem não sabe como escolher as fotos é imaginar o álbum como a narração de uma história. Na hora de selecionar as fotos, faça o percurso do dia, como o making off, organização do cortejo, e assim por diante. Conte a história do seu dia tão especial.

2 . Minimalismo

Não cometa o erro de tentar encher as páginas com o máximo de fotos que conseguir. Isso deixará o álbum extremamente poluído e talvez, de difícil visualização, não conseguindo focar nos detalhes.
Saiba que é possível tornar o álbum ainda mais emocionante ao escolher uma ou duas fotos por página, que conversem entre si, ao invés de grandes quantidades que não revelem detalhes ou emoção. Além disso, fotos mais simples mas com qualidade podem dar um up no seu álbum.

LEIA MAIS:
5 destinos românticos para a lua de mel
As tradições de casamento de cinco países

 

3. Pré-seleção

Antes de mais nada, sem estresse! Ao selecionar as fotos, aproveite o momento descontraidamente, primeiro selecione aquelas fotos que você mais gosta sem se importar com a quantidade, e aos poucos vá eliminando, escolhendo aquelas que fazem mais sentido na hora de contar a sua história no álbum, as mais bonitas, as mais emocionantes, e assim por diante.

4. Estabeleça quantidades

Para você não deixar o seu álbum “desequilibrado”, o ideal é você estabelecer uma quantidade limite para cada período do dia, do mais importante para o menos importante. Por exemplo, o making off deve ter menos fotos que a cerimônia. Isso tornará a tarefa mais objetiva e seguir a linha cronológica, além de tornar a tarefa mais fácil e o álbum menos cansativo.

5. Atemporal

Na hora de escolher a formatação e identidade do seu álbum, lembre-se que menos é mais. Evite muitos enfeites e opte por um estilo mais atemporal, clássico e sofisticado, focando na beleza da foto. Assim, as chances de você continuar gostando dele no futuro são grandes.

Decoração do casamento: Como planejar e escolher

A cerimônia de casamento é um grande evento para os noivos. Mas para isso acontecer, existe um longo planejamento por trás. Muitas pessoas alimentam os grandes planos para o casamento antes mesmo do noivado. A partir do momento que a data do casamento é marcada, se inicia a busca pela decoração ideal. A decoração do casamento é um dos fatores que influencia mais na impressão que os convidados terão da festa e suas lembranças. Confira algumas dicas para planejar e escolher a decoração do casamento:

ANTECEDÊNCIA

Sempre existe aquela pessoa que deseja planejar algo de última hora. A decoração do casamento é um dos itens que mais toma o tempo e o dinheiro na hora da organização. Quanto antes vocês souberem do orçamento da decoração, melhor.
Alguns profissionais acreditam que são necessários entre oito meses a um ano para organizar a decoração. Assim, é possível evitar conflitos com a agenda dos fornecedores.

ENTENDA O ESTILO

O mais importante numa cerimônia de casamento é que o casal se identifique, assim se sentirão mais confortáveis e espontâneos, o que gerará ótimas lembranças do evento. Na hora de pensar na decoração do casamento, não é necessário se prender a tendências ou a opinião de amigos. Uma festa marcante deve ter personalidade. Caso faltem ideias, busquem sempre por inspirações pela internet.

LEIA MAIS:

Planejamento para casamento: por onde começar?
Dicas para realizar um casamento encantador

PLANO B PARA EVENTOS AO AR LIVRE

A verdade é que, atualmente, os eventos ao ar livre são os queridinhos dos noivos. Antes considerados formais, os casamentos ao ar livre podem ganhar a cara dos noivos, despojados e proporcionando um contato direto com a natureza.
Mas é sempre importante estar ligado nos imprevistos, como o tempo, as chuvas, os ventos fortes ou o sol intenso, que podem acabar com todo o planejamento de dias, meses ou anos. Um plano B é a opção ideal para quem planeja esse tipo de casamento, como deixar uma tenda para casamento a disposição para ser instalada.

DECORAÇÃO POR UM PROFISSIONAL

Muitas pessoas podem olhar para a decoração de um casamento imaginando que foi algo muito simples de ser feito, mas quase sempre isso não é uma verdade. O planejamento para a decoração de um casamento leva em conta muitos detalhes. Um profissional responsável por isso se encarregará e deve saber usar recursos como iluminação, cores, mobília e flores.

DECORAÇÃO COMO LEMBRANÇA PARA OS CONVIDADOS

Existem muitas maneiras de criar uma decoração que possa ser guardada pelos convidados. Até porque, depois de tanto esforço colocado em uma decoração, em um arranjo de flores, o que você menos deseja é ver isso sendo descartado. Para que os convidados sejam informados da possibilidade de levarem a lembrança, você pode adicionar pequenas etiquetas nos arranjos com mensagens informando o item pode ser levado e se transformar em enfeites para sua casa. Uma pequena lembrança para você que prestigiou a data junto ao casal.

Dicas para realizar um casamento encantador

O casamento religioso, além de nos conectar mais com nossas crenças, trazem tradições que proporcionam lindos momentos que aproximam mais os noivos e os familiares. Se você está pensando em realizar um casamento religioso encantador, confira as dicas:

1 – Cerimônia na Igreja ou Espaço de eventos

Na hora de planejar seu casamento, a escolha do local é muito importante. Muitos lugares possuem uma agenda cheia, por isso a antecedência é essencial. Você pode optar por realizar a cerimônia de casamento religioso em uma igreja ou em um espaço de evento. É bom se atentar sobre a proximidade do local da cerimônia com o espaço de eventos, principalmente em cidades grandes.

Aqui na Casa Aragon, nossa área externa possui uma área coberta para cerimônias religiosas e é integrada ao grande salão de festas.

2 – Cerimonial

O cerimonial tem grande importância dentro de um casamento religioso, checando o serviços contratados, garantindo a agenda, os horários de chegada. Trará as soluções para as dúvidas e imprevistos, coordenando os participantes.

É importante que os noivos se sintam confortáveis e tenham liberdade para conversar e falar aberta e francamente dos detalhes que compõem o casamento, isso evitará surpresas. Cuidar dos detalhes transmite a seriedade e importância do momento.

3 – Participação ativa dos noivos

Os noivos devem participar ativamente das escolhas, deixando claro para o celebrante o que eles querem, pensam, acreditam e valorizam . Explorar esses detalhes faz com que o casamento flua em harmonia. Outra coisa pouco trabalhada são as músicas escolhidas, a dica é escolher aquelas que marcaram o relacionamento e, se possível, emendar uma homenagem.

4 – Mimos para os convidados

Ofereça lembrancinhas aos seus convidados, eles entenderão como uma pequena gentileza que os encantarão. Deixe a criatividade fluir, pense no clima e nas situações. Se convidou crianças, prepare kits com lápis de cor e mini livros de colorir para diverti-las. Uma uma boa ideia é imprimir a programação da cerimônia, isso deixará os convidados menos ansiosos e aproveitarão melhor o momento.  Ofereça, também, lencinhos para as lágrimas.

5 – Escreva os votos

Celebrantes tradicionais já tem votos preparados, mas é possível escrever os seus próprios e preparar uma declaração de amor. E não se preocupe, no caso de bater o nervosismo e o esquecimento, você pode optar por segurar o papel na mão.

6 – Relaxe e aproveite

Após realizar toda a preparação e terem se envolvido nas decisões, na hora da cerimônia e festa é importante que os noivos relaxem. O cerimonial já é responsável por cuidar dos detalhes, então esqueça as listas, não pense em tudo que tem que fazer, apenas se envolva com o momento e aproveite cada segundo.

As tradições de casamento de cinco países

Tradição é um termo de origem no latim, que significa “entregar” ou “passar adiante”, ou seja, transmitir costumes, comportamentos, memórias e crenças. Cada país possui as suas. Confira agora as tradições de casamento de cinco países:

Vestido branco, chuva de arroz e bem casado

Dentre as tradições de casamento, nós já falamos aqui sobre a tradição do vestido branco e onde ela surgiu (clique aqui e confira), mas você sabe de onde surgiu a chuva de arroz ao final da cerimônia? Tudo indica que teve início na China, há 4 mil anos, quando um mandarim queria demonstrar sua riqueza na festa de casamento de sua filha. Assim, comprou uma chuva de arroz, alimento que simboliza prosperidade na tradição oriental, e jogou nos noivos após a cerimônia de casamento.

O bem-casado é outra tradição brasileira, mas que nasceu de uma mistura de uma tradição portuguesa. O que diferencia o nosso é que a nossa massa é de pão-de-ló!

Vestido de noiva vermelho

Na Índia, os costumes fogem do nosso tradicional vestido branco e véu. Lá, é costume que a noiva vista um vestido vermelho, além da cor presente em jóias, na decoração, nos desenhos de henna e no sindoor, pó vermelho que o marido usa para marcar o meio da testa e a cabeça da noiva, mostrando que a partir daquele momento são do mesmo sangue, duas pessoas unidas em uma só. O tom quente escarlate simboliza romance, libido, alegria, saúde e boa sorte.

Polterabend

Na Alemanha, eles possuem uma tradição chamada Polterabend, onde, na noite anterior ao casamento, os convidados e o casal se reúnem para começar a comemorar, como uma recepção onde todos comem, bebem, dão risada e conversar. Ao final, os convidados quebram as louças no local onde a festa estava acontecendo, e o casal deve limpar os cacos. Essa tradição mostra o trabalho em equipe e, diz a lenda, traz sorte ao casal.

Quebrar copos

As tradições de casamento judaicas falam que os copos devem ser quebrados durante o casamento. Ao fim da cerimônia, o noivo quebra a peça com o pé direito. Acredita-se que, nesse momento, a família estaria mais exposta a coisas negativas como a inveja e o mau olhado, e o copo atrairia todas essas energias negativas. Quando o copo se quebra, com ele são quebradas a inveja, a cobiça, o mau olhado, o interesse e qualquer sentimento ruim.

Falso sequestro com pagamento de resgate

Na Romênia existe uma tradição em que a noiva sofre um sequestro de mentira e o noivo precisa salvá-la por meio do pagamento de resgate. Tudo é combinado e ninguém se machuca, o pagamento do resgate normalmente é em bebidas, declarações ou provas de amor.

Muitas camadas de tecido, peruca e chapéu

No casamento típico japonês, o noivo e a noiva vestem quimonos de seda e chinelos com meias brancas. O quimono possui muitas camadas de tecido, na cor branca que significa pureza e a boa vontade da noiva para ganhar as novas cores do noivo. Além disso, usam uma peruca e um chapéu grande, o wataboshi.

Vantagens da cerimônia e festa de casamento no mesmo local

Planejar um casamento traz muitas dúvidas, e uma delas é onde será a realização da cerimônia e da festa. Atualmente, existem muitos casais que dão preferência para simplificar os processos e tornar a experiência proveitosa, realizando a cerimônia e a festa de casamento no mesmo local. Confira as vantagens:

  • Praticidade

Ter os dois eventos no mesmo local coloca a praticidade ao seu favor. Facilita para as equipes de organização e os próprios noivos, controlando melhor o evento e ajudando no acompanhamento da programação. Não há tanta preocupação com os atrasos, sendo possível recuperar o tempo perdido.

  • Deslocamento

Muitas pessoas que escolhem realizar as duas partes do casamento em lugares diferentes tem como principal obstáculo o deslocamento após a cerimônia. Isso pode motivar o esgotamento e os atrasos. Realizar os dois eventos no mesmo local pode diminuir a demora, ajudar a manter a programação, evitar o trânsito e a não se estressar com as vagas de estacionamento. Assim, é possível tirar melhor proveito do momento.

  • Cerimônias não religiosas

Atualmente, muitas pessoas não seguem uma religião ou preferem uma celebração civil. Por isso, muitos optam por um espaço laico, com um juiz de paz realizando a cerimônia civil ou optando por outro celebrante.

Isso acontece, por exemplo, em casamentos de casais ateus ou casamentos feitos pela segunda vez para comemorar as bodas, por exemplo. Além disso, é possível optar pela celebração sem templos.

  • Economia

Reservar espaços diferentes pode sair mais caro! Uma forma de economizar é realizando o orçamento em um local que possa ocupar os dois eventos. Ainda facilita na hora de combinar a decoração dos espaços, já que a mesma equipe faz a decoração dos dois ambientes.

  • Fotografia

Ao realizar casamentos ao ar livre, muitas possibilidades fotográficas são abertas. Fazer fotos criativas, aproveitar a luz e os cenários naturais. O tempo de deslocamento também influencia. 

Quanto menos tempo é perdido com o deslocamento, mais tempo pode ser reservado para as fotos. As sessões podem ser mais longas e renderão mais memórias.