Tag

cerimônia

Browsing

Dicas para realizar um casamento encantador

O casamento religioso, além de nos conectar mais com nossas crenças, trazem tradições que proporcionam lindos momentos que aproximam mais os noivos e os familiares. Se você está pensando em realizar um casamento religioso encantador, confira as dicas:

1 – Cerimônia na Igreja ou Espaço de eventos

Na hora de planejar seu casamento, a escolha do local é muito importante. Muitos lugares possuem uma agenda cheia, por isso a antecedência é essencial. Você pode optar por realizar a cerimônia de casamento religioso em uma igreja ou em um espaço de evento. É bom se atentar sobre a proximidade do local da cerimônia com o espaço de eventos, principalmente em cidades grandes.

Aqui na Casa Aragon, nossa área externa possui uma área coberta para cerimônias religiosas e é integrada ao grande salão de festas.

2 – Cerimonial

O cerimonial tem grande importância dentro de um casamento religioso, checando o serviços contratados, garantindo a agenda, os horários de chegada. Trará as soluções para as dúvidas e imprevistos, coordenando os participantes.

É importante que os noivos se sintam confortáveis e tenham liberdade para conversar e falar aberta e francamente dos detalhes que compõem o casamento, isso evitará surpresas. Cuidar dos detalhes transmite a seriedade e importância do momento.

3 – Participação ativa dos noivos

Os noivos devem participar ativamente das escolhas, deixando claro para o celebrante o que eles querem, pensam, acreditam e valorizam . Explorar esses detalhes faz com que o casamento flua em harmonia. Outra coisa pouco trabalhada são as músicas escolhidas, a dica é escolher aquelas que marcaram o relacionamento e, se possível, emendar uma homenagem.

4 – Mimos para os convidados

Ofereça lembrancinhas aos seus convidados, eles entenderão como uma pequena gentileza que os encantarão. Deixe a criatividade fluir, pense no clima e nas situações. Se convidou crianças, prepare kits com lápis de cor e mini livros de colorir para diverti-las. Uma uma boa ideia é imprimir a programação da cerimônia, isso deixará os convidados menos ansiosos e aproveitarão melhor o momento.  Ofereça, também, lencinhos para as lágrimas.

5 – Escreva os votos

Celebrantes tradicionais já tem votos preparados, mas é possível escrever os seus próprios e preparar uma declaração de amor. E não se preocupe, no caso de bater o nervosismo e o esquecimento, você pode optar por segurar o papel na mão.

6 – Relaxe e aproveite

Após realizar toda a preparação e terem se envolvido nas decisões, na hora da cerimônia e festa é importante que os noivos relaxem. O cerimonial já é responsável por cuidar dos detalhes, então esqueça as listas, não pense em tudo que tem que fazer, apenas se envolva com o momento e aproveite cada segundo.

As tradições de casamento de cinco países

Tradição é um termo de origem no latim, que significa “entregar” ou “passar adiante”, ou seja, transmitir costumes, comportamentos, memórias e crenças. Cada país possui as suas. Confira agora as tradições de casamento de cinco países:

Vestido branco, chuva de arroz e bem casado

Dentre as tradições de casamento, nós já falamos aqui sobre a tradição do vestido branco e onde ela surgiu (clique aqui e confira), mas você sabe de onde surgiu a chuva de arroz ao final da cerimônia? Tudo indica que teve início na China, há 4 mil anos, quando um mandarim queria demonstrar sua riqueza na festa de casamento de sua filha. Assim, comprou uma chuva de arroz, alimento que simboliza prosperidade na tradição oriental, e jogou nos noivos após a cerimônia de casamento.

O bem-casado é outra tradição brasileira, mas que nasceu de uma mistura de uma tradição portuguesa. O que diferencia o nosso é que a nossa massa é de pão-de-ló!

Vestido de noiva vermelho

Na Índia, os costumes fogem do nosso tradicional vestido branco e véu. Lá, é costume que a noiva vista um vestido vermelho, além da cor presente em jóias, na decoração, nos desenhos de henna e no sindoor, pó vermelho que o marido usa para marcar o meio da testa e a cabeça da noiva, mostrando que a partir daquele momento são do mesmo sangue, duas pessoas unidas em uma só. O tom quente escarlate simboliza romance, libido, alegria, saúde e boa sorte.

Polterabend

Na Alemanha, eles possuem uma tradição chamada Polterabend, onde, na noite anterior ao casamento, os convidados e o casal se reúnem para começar a comemorar, como uma recepção onde todos comem, bebem, dão risada e conversar. Ao final, os convidados quebram as louças no local onde a festa estava acontecendo, e o casal deve limpar os cacos. Essa tradição mostra o trabalho em equipe e, diz a lenda, traz sorte ao casal.

Quebrar copos

As tradições de casamento judaicas falam que os copos devem ser quebrados durante o casamento. Ao fim da cerimônia, o noivo quebra a peça com o pé direito. Acredita-se que, nesse momento, a família estaria mais exposta a coisas negativas como a inveja e o mau olhado, e o copo atrairia todas essas energias negativas. Quando o copo se quebra, com ele são quebradas a inveja, a cobiça, o mau olhado, o interesse e qualquer sentimento ruim.

Falso sequestro com pagamento de resgate

Na Romênia existe uma tradição em que a noiva sofre um sequestro de mentira e o noivo precisa salvá-la por meio do pagamento de resgate. Tudo é combinado e ninguém se machuca, o pagamento do resgate normalmente é em bebidas, declarações ou provas de amor.

Muitas camadas de tecido, peruca e chapéu

No casamento típico japonês, o noivo e a noiva vestem quimonos de seda e chinelos com meias brancas. O quimono possui muitas camadas de tecido, na cor branca que significa pureza e a boa vontade da noiva para ganhar as novas cores do noivo. Além disso, usam uma peruca e um chapéu grande, o wataboshi.

Vantagens da cerimônia e festa de casamento no mesmo local

Planejar um casamento traz muitas dúvidas, e uma delas é onde será a realização da cerimônia e da festa. Atualmente, existem muitos casais que dão preferência para simplificar os processos e tornar a experiência proveitosa, realizando a cerimônia e a festa de casamento no mesmo local. Confira as vantagens:

  • Praticidade

Ter os dois eventos no mesmo local coloca a praticidade ao seu favor. Facilita para as equipes de organização e os próprios noivos, controlando melhor o evento e ajudando no acompanhamento da programação. Não há tanta preocupação com os atrasos, sendo possível recuperar o tempo perdido.

  • Deslocamento

Muitas pessoas que escolhem realizar as duas partes do casamento em lugares diferentes tem como principal obstáculo o deslocamento após a cerimônia. Isso pode motivar o esgotamento e os atrasos. Realizar os dois eventos no mesmo local pode diminuir a demora, ajudar a manter a programação, evitar o trânsito e a não se estressar com as vagas de estacionamento. Assim, é possível tirar melhor proveito do momento.

  • Cerimônias não religiosas

Atualmente, muitas pessoas não seguem uma religião ou preferem uma celebração civil. Por isso, muitos optam por um espaço laico, com um juiz de paz realizando a cerimônia civil ou optando por outro celebrante.

Isso acontece, por exemplo, em casamentos de casais ateus ou casamentos feitos pela segunda vez para comemorar as bodas, por exemplo. Além disso, é possível optar pela celebração sem templos.

  • Economia

Reservar espaços diferentes pode sair mais caro! Uma forma de economizar é realizando o orçamento em um local que possa ocupar os dois eventos. Ainda facilita na hora de combinar a decoração dos espaços, já que a mesma equipe faz a decoração dos dois ambientes.

  • Fotografia

Ao realizar casamentos ao ar livre, muitas possibilidades fotográficas são abertas. Fazer fotos criativas, aproveitar a luz e os cenários naturais. O tempo de deslocamento também influencia. 

Quanto menos tempo é perdido com o deslocamento, mais tempo pode ser reservado para as fotos. As sessões podem ser mais longas e renderão mais memórias.