Tag

curiosidades

Browsing

Bodas de casamento: saiba a origem e como comemorar

Celebrar o amor é uma das melhores oportunidades que se tem na vida. Compartilhar esse momento com pessoas especiais é ainda melhor. Todos os dias, milhares de casais completam mais um dia juntos, e comemorar marcos como meses e anos de união é uma grande chance. As bodas de casamento são importantes para, juntos, relembrarem os momentos vividos e compartilhados na relação.

O QUE SÃO AS BODAS?

“Boda” tem origem do latim. O vocábulo “vota”, que no plural vira “votum”, quer dizer voto, promessa. Com o passar do tempo e influências de outros idiomas, pronúncias de “v” e “b” se confundiram, transformando “vota” em “boda”.

Em português, utilizamos a palavra no plural. As bodas de casamento passaram a significar e representar a celebração de aniversários de casamento, seja no civil ou religioso.

ORIGEM

A celebração tem origem na Idade Média, onde os primeiros registros desse costume surgiram em pequenos povoados da Alemanha, vistos em obras de 1800. Os autores descreviam como era esperado receber presentes de prata no aniversário de 25 anos de casamento (Silberhochzeit) e de ouro no aniversário de 50 anos (Goldene Hochzeit). Mas pode ter surgido na Roma antiga também.

 

LEIA MAIS
Álbum de casamento: 5 dicas para selecionar as fotos
Curiosidades sobre as alianças

 

A comemoração foi adotada por diferentes culturas, que passaram a se adaptar a essa tradição. Cada ano de aniversário possui um nome e elemento diferente, onde o intuito é, quanto mais tempo de matrimônio, mais precioso e resistente seria o elemento.

TEM QUE COMEMORAR TODO ANO?

Nas bodas de casamento, não existe uma regra exata. Celebrar esse momento deve ser um desejo do casal, em comemorar e compartilhar o amor que resistiu aos anos de união, não podendo se tornar uma obrigação para não perder o significado.

Deve ser um desejo espontâneo. Casais geralmente comemoram as datas mais importantes, como a cada 5 ou 10 anos.

COMO COMEMORAR?

Existem diferentes formas de aproveitar, desde aproveitar o momento juntos e sozinhos em casal quanto compartilhar seu amor com o maior número de pessoas possível.

É possível realizar festas para celebrar essa data com a família e pessoas importantes na vida do casal. Algumas pessoas também realizam grandes cerimônias, como as de casamento, para renovar seus votos.

Curiosidades sobre as alianças

A aliança é um anel que simboliza a união entre duas pessoas. É através dela que você demonstra para a sociedade que está comprometida com outra pessoa. Existem alianças de namoro, casamento, noivado. Mas você sabe a origem, por que usamos e qual seu significado?

Os primeiros a utilizarem os anéis, segundo historiadores, foram os faraós do Egito antigo. Os egípcios possuíam muitas crenças relacionadas ao eterno, e com as alianças não seria diferente. Elas significavam “por toda a eternidade”, como uma promessa pública de que aquela pessoa honraria seu compromisso. Também era utilizada por gregos e romanos por senadores, imperadores e pelos Sacerdotes de Júpiter, que usavam os Anéis Pastorais, todos em ouro. As demais pessoas eram confeccionadas de prata ou ferro.

Em 2800 a.C., os egípcios já utilizavam como forma de compromisso romântico. Demonstrava um amor profundo, verdadeiro e sem fim, com um significado sobrenatural, onde as alianças estabeleciam um elo entre pessoas rumo ao amor eterno. Isso, aliado ao significado estabelecido pela Igreja Cristã, formalizou o significado da aliança.

LEIA MAIS:

Por que as noivas usam branco?

Em um certo período, a aliança demonstrava a propriedade ou compra daquela mulher, que passara a ser sua noiva. No século IX, a Igreja Cristã adaptou e aplicou como um símbolo de fidelidade e união entre os casais. A partir dali, o anel passou a ter valor sentimental, como símbolo de fidelidade e de união. Confira agora cinco curiosidades sobre a aliança:

INFINITO

O formato geométrica da aliança, por si só, demonstra algo que não tem começo nem fim e nunca termina. A aliança é o símbolo do para sempre. Lado a lado, os pares mostram o símbolo do infinito que é aplicado pela filosofia, matemática e teologia.

A “VENA AMORIS”

Segundo os gregos, o “anel do amor” deveria ser usado no quarto dedo, ou o que chamamos hoje de dedo anelar, por possuir uma veia que faz uma ligação direta com o coração da pessoa que o usava. Assim também criam os romanos, que denominaram a veia como “vena amoris”. A crença, apesar de romântica, foi desmentida pela ciência.

O DIAMANTE E O AMOR INDESTRUTÍVEL

O diamante é a pedra natural de maior resistência, sendo a preferida entre as gemas preciosas. São muitas as mulheres que sonham com um anel de diamante. Além da durabilidade, o diamante representa a indestrutibilidade do compromisso do casal e do casamento.

A ALIANÇA MAIS CARA DO PLANETA

Você sabe quem tem a aliança mais cara do mundo? A atriz Elizabeth Taylor ganhou do seu então marido, Richard Burton, uma aliança com um diamante de 33,19 quilates e seu preço foi de aproximadamente 8.8 milhões de dólares.

A ALIANÇA DE COMPROMISSO

Um fato interessante é que a aliança de compromisso é uma tradição brasileira! Os casais usam alianças de compromisso ou de namoro antes de noivado e casamento. Essa prática é pouco difundida em outras partes do mundo.

Por que as noivas usam branco?

O vestido é um tema relevante para qualquer noiva e qualquer cerimônia, já que é um componente importante para a grande entrada da noiva. Mas você sabe de onde veio a tradição do vestido branco?

Sabe-se que o vestido da noiva, durante um período da história, servia principalmente para demonstrar o poder aquisitivo das famílias durante o casamento, ostentando beleza e luxo.

Diferente do que muitos pensam, ele nem sempre foi branco. Na Idade Média, a cor mais usada era o vermelho, enquanto no renascimento e no período barroco, ele era preto. É notável, também, que muitas culturas não aderiram a essa tradição, como a Índia.

Existem algumas versões sobre o surgimento dessa tradição. Confira agora três :

Napoleão Bonaparte

Em 1804, o uso do branco se popularizou na coroação de Napoleão Bonaparte, quando ele e sua esposa Josefina mandaram confeccionar trajes brancos bordados com fios de ouro para a cerimônia, que também marcou a oficialização da união do casal.

Curiosamente, o marco dessa união aconteceu na Catedral de Notre Dame, em Paris, mesma que no dia 15 de abril foi atingida por um incêndio que causou muitos danos, sendo uma ferida também para a história desse patrimônio, que já havia completado seus 850 anos.

Casamento de rainhas

O casamento de rainhas também marcou essa popularização. Uma versão diz que a rainha da Escócia, Mary Stuarts, para homenagear a família materna, usou a cor branca, a mesma do brasão.

Além disso, ainda dizem que a  rainha da França, Maria de Médici, casou com um traje branco com detalhes em dourado e decote quadrado no século XVII.

Rainha da Inglaterra, Vitória

Uma versão romântica diz que, no século XIX, a rainha da Inglaterra, Vitória, usou branco no seu casamento, sendo uma das primeiras nobres a se casar por amor. Além de optar pelo traje branco, ela substituiu a coroa de flores por um véu na cabeça.