Tag

dia ideal para casar

Browsing

7 locais para pré wedding em São Paulo que você deveria conhecer

Conhecer os melhores locais para pré wedding em São Paulo é uma tarefa bastante divertida. Afinal, o coração dos noivos fica a mil por hora em um momento tão importante. O ensaio fotográfico que antecede o casamento está cada vez mais em alta pela possibilidade de combinar com a temática da festa.

Dessa forma, fica muito mais simples ter um álbum completo com todas as fases tanto dos preparativos quanto da cerimônia. O mais importante é que o casal escolha uma opção que atenda suas preferências e que proporcione uma experiência agregadora ao relacionamento.

Quer saber mais sobre o assunto? Vamos mostrar 7 locais para fazer o ensaio como você sempre sonhou. Acompanhe!

1. Museu do Ipiranga

Os ensaios ao ar livre são a grande tendência do momento e costumam valorizar as imagens quando o fotógrafo sabe usar bem a iluminação. Como um marco representativo da independência do Brasil, o museu apresenta uma arquitetura extremamente romântica com entrada direta para um lindo parque.

Assim fica fácil alternar os dois ambientes e criar um álbum completo. Um dos pontos mais famosos é a fachada do museu, que traz um enorme chafariz em torno de um jardim repleto de árvores encantadoras. Tudo isso sem contar os traços de elegância do edifício, considerado uma das principais atrações do local.

2. Avenida Paulista

Verdadeiro ícone da capital, a Paulista reúne modernidade e romantismo em um mesmo ambiente. A grande vantagem está na possibilidade de criar milhares de cenários para encaixar as imagens em diferentes contextos urbanos. Com bastante movimento, a beleza dos arranha-céus chama a atenção quando combinada com um jogo de luzes certeiro.

Aproveite todas as possibilidades oferecidas pelo local para conquistar um álbum único. Puxe na memória que, certamente, você vai se lembrar de algum ponto da avenida que renderia uma linda foto. Opções não faltam! São prédios históricos, contrastes, shoppings, parques e uma série de espaços turísticos. Basta fazer uma pesquisa rápida para entender que a Paulista vai muito além de concreto e asfalto.

3. Jardim Botânico

Pouca gente o conhece, mas é um atrativo que traz belezas de encher os olhos de quem procura locais para pré wedding em São Paulo. Se você quer um lugar menos comum para fazer as fotos, essa escolha vai surpreender a todos e render imagens cheias de estilo.

O Jardim Botânico fica no bairro da Vila Água Funda. A vista é impactante logo de cara, com um lago cristalino que se destaca entre o verde predominante. Não é exagero ressaltar que em todos os pontos do espaço existe algo que deixa as imagens do casal ainda mais bonitas.

Entre as opções de cenários estão escadarias, pequenas trilhas, portões antigos e jardins sensoriais com diferentes tipos de rosas. É cobrada uma pequena taxa de acesso dos visitantes. Por isso, ensaios fotográficos precisam de aprovação antecipada da administração.

4. Theatro Municipal

O luxuoso palácio na região central representa um símbolo da sociedade paulistana na época de ouro. Se você é uma noiva que sonha com uma cerimônia tradicional, o local traz uma série de elementos luxuosos para um ensaio repleto de originalidade. A arquitetura suntuosa destaca o clima romântico com um toque elegante que remete aos espetáculos franceses.

O destaque fica por conta do lustre posicionado na sala de concerto. A peça tem 7 mil cristais, 220 lâmpadas e pesa uma tonelada e meia. A experiência do fotógrafo escolhido pode render cliques deslumbrantes com um olhar completamente artístico. Com tanta beleza em cada detalhe, basta que os noivos entrem no clima para que o resultado seja ainda melhor que o esperado.

5. Parque do Ibirapuera

O maior parque da cidade de São Paulo reúne, em um só lugar, monumentos históricos, natureza exuberante e paisagens tranquilas em meio ao caos. Inaugurado em 1954 com idealização de Oscar Niemeyer, o ambiente funciona como um refúgio aos paulistanos na mesma linha do Central Park, de Nova York.

Basta uma visita rápida para encontrar diversos pontos com características significativas em uma atmosfera especial. Durante a época de festas, próximo ao Natal, o show de luzes no lago deixa o clima ainda mais poético como um ensaio desse tipo precisa ser! No entanto, é necessário conseguir autorização prévia para realizar as fotos tranquilamente.

6. Beco do Batman

Reduto dos casais descolados, o local combina perfeitamente com quem encara a festa de casamento como um dia divertido que precisa ser vivido ao máximo. Os muros cobertos com grafites artísticos trazem contrastes impactantes ao ensaio. Com isso, caso a noiva queira usar branco como uma prévia do grande dia, as tonalidades do entorno vão proporcionar um conceito único.

Ponto de encontro da Vila Madalena, o Beco do Batman tende a ficar lotado nos finais de semana com ares de balada urbana. Por se dividir em várias entradas, a disposição dos desenhos oferece muitas possibilidades de ângulos aos profissionais que pretendem criar um álbum bem-humorado.

7. Praça Pôr do Sol

Nada como a luz natural do pôr do sol na hora de registrar a emoção que antecede o grande dia, não é mesmo? O local está entre os mais comentados nas redes sociais por conta da visão privilegiada do horizonte no Alto de Pinheiros, na Zona Oeste da cidade. Mesmo com tantos prédios no entorno, o ambiente traz sensação de tranquilidade em meio ao caos urbano.

Os jovens da região aproveitam o clima aconchegante para fazer piqueniques na grama e tirar fotos do entardecer. Esse horário é bastante disputado, por isso, faça uma visita com antecedência antes de tomar a decisão final. Outra questão importante está no percurso até o alto da ladeira. Ou seja, leve maquiagem para fazer retoques durante o ensaio. O caminho não é difícil, no entanto, apresenta alguns trechos íngremes.

Pronto! Agora você já conhece os principais locais para pré wedding em São Paulo. Lembre-se que tão importante quanto o lugar é a escolha do profissional que vai realizar as fotos. De fato, o casal precisa se sentir à vontade durante todos os momentos do ensaio. Faça pesquisas com antecedência e, se possível, marque uma reunião presencial antes de contratar o serviço.

Gostou das informações deste artigo? Então leia também sobre como encontrar o melhor local para casamento!

 

Planejamento para casamento: por onde começar?

 

O planejamento para casamento é quase tão importante quanto a própria cerimônia. E não é para menos, já que ele será o responsável por garantir que tudo ocorra exatamente como você sempre quis em seu grande dia, não é mesmo?

Depois do tão esperado pedido de casamento, é hora de organizar a festa e a cerimônia. A tarefa pode até parecer fácil, mas, para que tudo aconteça conforme o esperado, o planejamento para casamento envolve diversos cuidados e detalhes que não podem ficar de fora.

Então, não sabe por onde começar? Fique calma! Com as informações necessárias sobre os preparativos, é possível organizar a sua cerimônia sem mistérios. Para ajudar você com isso, trouxemos este post com algumas dicas de como planejar o dia mais importante da sua vida. Confira!

Planeje os eventos pré-casamento

Engana-se quem acha que o casamento começa e termina no dia da cerimônia. Os planejamentos da festa envolvem outros eventos que acontecerão tanto depois — como a lua de mel — quanto antes do grande dia.

Os eventos pré-casamento darão aos noivos um gostinho do que será a cerimônia de matrimônio, e unirão todos os amigos e familiares para celebrar o que está por vir. Bons exemplos de eventos como esses são os chás de panela, de lingerie e as despedidas de solteiro.

Por isso, o mais indicado é que tanto o noivo quanto a noiva comecem a planejar esses eventos com certa antecedência. Definir os temas, escolher os locais e mandar os convites pode, além de tudo, ser considerado como um treinamento para as atribuições que virão no futuro.

Defina o orçamento

Após a definição dos eventos pré-cerimônia, chega a hora de definir o orçamento da sua festa. Esse valor será aquele que vocês poderão gastar nos preparativos e é parte fundamental do planejamento para casamento. Afinal de contas, o seu evento não pode extrapolar aquilo que você tem no banco, certo?

Portanto, os noivos precisam se reunir e colocar na ponta do lápis tudo o que têm para gastar na cerimônia. A partir daí, fica muito mais fácil escolher quais serão as prioridades e quanto poderá ser gasto em cada uma das áreas do casamento.

Defina o estilo da festa

Muitos casais se sentem perdidos na hora de decidir o estilo do casamento. E não é à toa: hoje em dia, existem diversas opções e tendências para festas, o que torna essa decisão ainda mais difícil.

Porém, esse é o primeiro passo a ser dado, pois essa definição influenciará diretamente na escolha de todos os outros itens. Afinal, é com base no estilo da festa que vocês vão escolher a decoração, o local, o cardápio e até o número de convidados.

Um mini wedding, por exemplo, é o modelo ideal para os casais mais descolados, que desejam uma cerimônia íntima. Em contrapartida, o estilo clássico é o preferido dos que gostam das festas tradicionais, com muitos convidados.

Agora, se vocês curtem o contato com a natureza, saiba que uma cerimônia na praia ou no campo pode render um clima bem especial, e belas paisagens para as fotos! Ainda há o estilo rústico, com móveis de madeira e muitas flores campestres, que anda em alta no mercado de casamentos.

Seja como for, não limite essa escolha a tendências ou opiniões de outras pessoas. Cada detalhe da festa devem refletir o estilo dos noivos!

Selecione o local

Antes de assinar o contrato, o local do casamento deve ser escolhido com muito cuidado. Além de transmitir a sintonia do casal, ele influenciará a escolha dos demais itens da cerimônia.

É muito comum que, durante o planejamento, os noivos já tenham sonhado com o local da festa. Seja na igreja, no campo ou mesmo um destination wedding, o importante é que o local seja perfeito para os dois e que tudo transcorra sem problemas. E, para isso, é preciso levar em consideração alguns aspectos.

Se optarem por casar em uma grande metrópole, os espaços para a festa e a cerimônia não podem ser muito distantes um do outro, por exemplo. Afinal, vocês não gostariam que seus convidados — ou vocês mesmo — ficassem presos no trânsito, não é verdade?

A segurança e a infraestrutura também merecem atenção. Antes de assinar o contrato, verifique se o local dispõe de estacionamento, banheiros, móveis, geradores, dentre outros itens essenciais. Confira, ainda, as licenças e os alvarás para funcionamento. Essas são medidas para garantir que a festa acontecerá exatamente como vocês sonharam!

Pense nas atrações da cerimônia

Outro ponto muito importante a ser definido é a parte de atrações que darão um toque especial à cerimônia. Elas devem ser incluídas no orçamento e os testes com os profissionais responsáveis precisam começar o quanto antes.

Alguns dos exemplos mais comuns de atrações são bandas, DJs ou cantores solo. A definição do repertório também deve ser pensada durante essa época, além de outros serviços como som, imagem e fotografia.

Escolha a melhor época

A escolha da melhor época para casar está bem relacionada ao espaço do casamento e ao orçamento. Se vocês dois pretendem casar ao ar livre, por exemplo, é bom optar por um mês que não chova muito. Mas, antes de pensar nas vantagens desse ou daquele mês, é preciso avaliar se ele tem muitos feriados ou datas comemorativas.

Não há problema algum casar em dezembro, mas uma data próxima ao Natal ou Ano Novo não seria uma boa escolha. Muitas pessoas viajam nesse período, e talvez deixem de comparecer ao seu casamento.

Cuidado também com o Carnaval, finais de campeonatos de futebol e o aniversário da cidade. Esses eventos, além de gerar problemas de locomoção, ainda podem tornar seu casamento mais caro. Outra dica importante é aliar a data da festa à melhor época para a viagem de lua de mel.

Em períodos de baixa temporada, é possível encontrar pacotes de viagens com melhores preços, além de os pontos turísticos estarem mais vazios. Uma excelente escolha para unir o útil ao agradável!

Elabore a lista de convidados

A lista de convidados é, sem sombra de dúvidas, a parte do planejamento que costuma trazer mais dor de cabeça para os noivos. Por isso, ela deve ser feita com antecedência e levar alguns fatores importantes em consideração.

É normal sentir aquela vontade de convidar todo mundo para a festa, mas não se esqueça de que a quantidade de pessoas presentes influenciará no valor da decoração, buffet, lembrancinhas, dentre outros fatores. Sendo assim, a sua lista precisa estar de acordo com o seu orçamento!

Para elaborá-la, sente com o seu noivo e liste todas as pessoas com as quais vocês querem celebrar o grande dia. Comece com os familiares e amigos mais próximos — depois, caso o espaço do casamento permita, vocês incluirão pessoas não tão próximas.

Pense: com que frequência eu vejo essa pessoa? Ela falou comigo no meu último aniversário ou no Natal? Essas são algumas das perguntas que lhe ajudarão a decidir quem ficará fora da lista, ou não.

Também é interessante deixar um espaço reservado para pessoas que vocês possam conhecer neste período de tempo, já que, até o casamento, o seu círculo de amizades — e familiar — pode aumentar.

Defina quais serão as lembrancinhas

Embora normalmente não representem um problema durante o planejamento para casamento, a definição de quais serão as lembrancinhas oferecidas durante a cerimônia é uma tarefa relevante e que não deve ser deixada de lado.

Para tal, é necessário verificar a lista de convidados e pensar em presentinhos que agradem boa parte daqueles que estarão presentes em sua festa. Tente escolher objetos úteis e que serão, de fato, utilizados, para deixar sua marca na lembrança de seus amigos!

Boas opções de lembrancinhas úteis e práticas são caderninhos, calendários, ecobags e outros utensílios personalizados. Há uma grande variedade de alternativas que podem ser a cara do seu evento!

Reserve a cerimônia religiosa

Se você e o seu noivo decidiram casar na igreja, é fundamental reservar a data com certa antecedência. Igrejas mais concorridas costumam preencher seus horários para os próximos dois anos, principalmente nos meses de maio, setembro e dezembro.

Algumas igrejas realizam vários casamentos no mesmo dia, o que pode deixar vocês sem opções de horários. Diante disso, mesmo que a cerimônia religiosa aconteça no mesmo local da festa, é preciso se precaver em relação à data.

Padres, pastores e celebrantes são mais procurados em determinadas épocas do ano. Então, procure agendar a data com, pelo menos, oito meses de antecedência. Assim, além de garantir o dia e o horário que desejam, vocês também terão tempo suficiente para elaborar uma cerimônia mais personalizada.

Defina o cardápio e as bebidas

Coquetel, almoço ou jantar? Devo contratar serviço de bar? Essas são as principais dúvidas que surgem na hora de definir o cardápio e as bebidas. Mas o que muitos casais não sabem é que isso pode ser facilmente decidido se for considerado outro fator: o horário da cerimônia.

Caso o casamento seja realizado de manhã ou no período da tarde, ofereça aperitivos e almoço com opções mais leves. Aposte em saladas, muffins, bolo, crepes, quiches, entre outras delícias. Por ser mais cedo, também não é necessário ter muitas opções de bebidas alcoólicas: água, refrigerante, sucos, vinho e drinks sem álcool podem ser ótimas escolhas!

Já se o casamento for realizado à noite, o ideal é servir um coquetel com prato quente ou jantar mais completo. Canapés, massas e sobremesas costumam agradar a todos os convidados.

Além das bebidas comuns — água e refrigerante —, muitos casais optam por servir cerveja, champanhe e vinho. Caso queira incrementar a festa, contrate um serviço de barman para fazer drinks mais elaborados.

Comece a planejar a lua de mel

Por fim, mas não menos importante, é necessário começar a pensar na lua de mel. Esse evento pós-casamento serve para os noivos relaxarem, como também marca o início da vida a dois. Logo, o momento deve ser bem pensado e planejado.

O lugar e a hospedagem, em especial, já devem ser praticamente definidos durante a escolha da época do casamento. Portanto, a dica é comprar as passagens com antecedência para que tudo saia mais barato.

Mais à frente, vocês podem determinar outros fatores como os roteiros e os passeios que serão feitos, além do orçamento para o restante da viagem. E, finalmente, basta preparar as malas e cair na estrada!

Independentemente do estilo, do cardápio ou do local escolhido, o importante é que a cerimônia fique a cara dos pombinhos. Por isso, é fundamental que os dois sentem e conversem sobre todos os detalhes. Assim, o planejamento deixa de ser algo trabalhoso e se torna um delicioso e inesquecível momento do casal!

Se você curtiu nossas dicas de planejamento para casamento, certamente vai gostar de outro artigo que preparamos. Saiba qual é a importância do local nos diferentes tipos de festa de casamento e garanta uma cerimônia incrível!

 

O dia ideal para casar

Realizar uma cerimônia de casamento com direito a uma festa memorável é o sonho da maioria dos casais, porém, dentre tantas escolhas que os noivos devem fazer, é importante estar atentos a alguns aspectos, como a escolha do dia da semana e a época do ano.

A primeira e mais importante decisão na hora de planejar o seu casamento é definir quando e onde. Além disso, é fundamental saber mais sobre as particularidades não só dos dias da semana, mas também dos meses. O casal deve ainda ter conhecimento sobre as datas que não são tão atrativas. Quanta coisa, não é mesmo?

Se você quer saber mais sobre como planejar tudo isso, continue a leitura e escolha o dia ideal para casar!

Por que escolher os últimos dias da semana?

Sexta-feira: o dia da balada!

A escolha desse dia é ideal para os casais jovens, que focam menos na cerimônia e no jantar e mais na balada. São casais que marcam o evento para mais tarde e investem em serviços de bar e atrações musicais, sem focar tanto no buffet e na decoração.

Um jantar volante mais descolado combina muito com um casamento nesse estilo e ainda pode sair mais em conta no orçamento. Se você não quer gastar muito com uma festa, mas não abre mão de fazer uma celebração marcante e animadíssima, sexta-feira é o melhor dia!

Sábado: casamento ao pôr-do-sol

A realização da cerimônia aos sábados, ao pôr-do-sol, com um romântico fim de tarde, tem se tornado tendência, sobretudo para aqueles que preferem um evento sofisticado e descontraído ao ar livre.

Os casais buscam o jardim, com o sol se pondo ao fundo do altar, e investem em decoração floral, coquetel e jantar. Esse perfil de casal investe na cerimônia, pois está focado na tradição do casamento e em belíssimas mesas de doces, bolos cinematográficos, lembrancinhas e tudo o que têm direito em um casamento romântico.

Um bom bar de drinks, um DJ de primeira e um jantar franco-americano completo é uma fórmula perfeita em que não há como errar.

Domingo: cerimônia no jardim com a família

No passado, os casamentos eram celebrados somente aos domingos. Depois, esse dia da semana tornou-se menos frequente para as celebrações, mas, nos últimos tempos, tem se tornado novamente uma tendência. Muitos casamentos judaicos, por exemplo, são celebrados aos domingos.

Os casais que escolhem esse dia buscam leveza, elegância e o charme de uma festa diurna, podendo explorar ao máximo os jardins e as belezas naturais do local. A decoração é mais suave e de cores mais sóbrias e os convidados podem vestir trajes mais leves.

Brunchs, chás da tarde e almoços são comuns nesse dia e as cerimônias são geralmente marcadas para começar às 11h. Investir em boa comida, boa bebida e em um local que tenha natureza exuberante, é a fórmula do sucesso. Além disso, festas com esse perfil custam menos do que as tradicionais festas aos sábados.

Como usar os números a favor do casal?

Sabia que a numerologia pode ajudar a achar o dia perfeito para casar? Segundo essa ciência, cada número tem uma energia distinta. Por isso, o casal deve levar em consideração esse fator antes de escolher a data. Não entendeu? É simples!

Suponhamos que vocês pretendem oficializar a união no dia 12/09/2018. Agora, some todos esses números (1+ 2 + 0 + 9 + 2 + 0 + 1+ 8). O resultado é 23 (2 + 3) = 5. Esse número simboliza o encontro de almas gêmeas e a paz, portanto, o casal com essa numerologia acertou na escolha do dia.

Quais os benefícios e/ou desvantagens de cada mês?

Janeiro

Janeiro é um dos meses menos procurados pelas noivas. Não à toa, você terá facilidade em contratar o buffet e conseguir o espaço ideal para a cerimônia e a festa. Como é um período quente e com chuva, dê preferência para um casamento noturno em um local coberto.

Fevereiro

O mês do carnaval é um pouco instável em relação ao tempo. Por isso, é essencial ter cuidado redobrado no que diz respeito à meteorologia, afinal, você não quer ser pego de surpresa, certo?

Março

Se o casal é apaixonado por flores, março é o mês mais apropriado. Considerada a estação das orquídeas, você poderá investir em uma decoração florida. Contudo, não se esqueça que nesse mês também podem ocorrer chuvas imprevistas.

Abril

O seu sonho é realizar um casamento ao ar livre, na praia ou no campo? Então, não pense duas vezes para marcar a data em abril. O motivo? Esse mês possui temperaturas mais amenas e com poucas chances de chuva.

Maio

O mês de maio é um dos mais concorridos. Inclusive, ele já foi conhecido como o “mês das noivas”. Como a demanda é alta nessa data, possivelmente você vai se deparar com preços mais caros.

Junho

O friozinho já está começando nesse período, o que agrada muitos casais. Para combinar com o clima, nada melhor do que servir pratos e bebidas quentes. Vale ressaltar que esse é o mês das tulipas. Outro ponto positivo é que os preços estão mais em conta nessa época.

Julho

Como no mês anterior, as temperaturas estão mais baixas. Nesse cenário, é fundamental ter atenção tanto em relação ao local quanto ao buffet.

Agosto

Esse, possivelmente, é um dos meses menos desejados pelos casais, devido à fama de “mês do desgosto”. Em contrapartida, será possível achar preços mais acessíveis, inclusive de vestidos, uma vez que as marcas estão trocando a coleção e geralmente criam ofertas especiais.

Setembro

Queridinho das noivas, o mês de setembro é o mais escolhido. O clima gostoso da primavera inspira romance, independentemente do local. Como a procura é alta, você terá mais dificuldade para negociar preços com os fornecedores.

Outubro

Que tal casar em um período cheio de flores e com um clima agradável? Gostou da ideia? Então, outubro é a uma excelente opção.

Novembro

As chuvas voltam a aparecer, o que deixa as noivas preocupadas. Contudo, esse é o mês em que as pessoas começam a receber o 13° salário, o que é um ponto extremamente positivo.

Dezembro

Como é um mês de celebrações, com as tradicionais confraternizações empresarias, amigo oculto etc., o casal precisar ter cuidado ao optar por essa data — ainda mais que é uma época quente, que pode afetar até mesmo a durabilidade do buffet.

Quais as datas que não são recomendadas?

Dia de Todos-os-Santos

Existem certas datas que devem ser evitadas, principalmente para os casais que são supersticiosos. O Dia de Todos-os-Santos (1º de novembro), por exemplo, é uma data que não combina nem um pouco com um casamento, afinal ela está ligada — de certa forma — ao Dia dos Mortos.

Não entendeu? É simples. No dia 2 de novembro, as famílias têm o hábito de frequentar cemitérios para fazer uma homenagem aos entes queridos que já se foram. Não à toa, a igreja criou o Dia de Todos-os-Santos, celebrado exatamente um dia antes do Dia dos Finados, com o intuito que os fiéis se confessassem e comungassem antes de visitar os parentes falecidos.

Dia da Mentira

Com certeza você já deve ter caído em alguma pegadinha do dia 1° de abril, não é mesmo? Agora, imagine as brincadeiras que surgirão caso vocês se casem nessa data. Por isso, é melhor não arriscar e escolher outro dia.

Feriados e festas tradicionais

No final do ano, por exemplo, as pessoas se programam para viajar — seja com a família, seja sozinhas, uma vez que é um período com feriados prolongados e férias. Nesse cenário, existe a possibilidade da sua lista de convidados diminuir dramaticamente. O mesmo raciocínio vale para Carnaval, Semana Santa e afins.

Fato é que para chegar ao dia ideal para casar, os noivos têm que considerar uma série de fatores, desde o clima até mesmo o local e a logística dos serviços para a data pretendida.

Se você gostou das dicas, aproveite para esclarecer oito dúvidas sobre o casamento ao pôr do sol! Assim, seu evento será ainda mais especial! Já pensou nisso?

SaveSave

SaveSave