Tag

vestido de noiva

Browsing

As tradições de casamento de cinco países

Tradição é um termo de origem no latim, que significa “entregar” ou “passar adiante”, ou seja, transmitir costumes, comportamentos, memórias e crenças. Cada país possui as suas. Confira agora as tradições de casamento de cinco países:

Vestido branco, chuva de arroz e bem casado

Dentre as tradições de casamento, nós já falamos aqui sobre a tradição do vestido branco e onde ela surgiu (clique aqui e confira), mas você sabe de onde surgiu a chuva de arroz ao final da cerimônia? Tudo indica que teve início na China, há 4 mil anos, quando um mandarim queria demonstrar sua riqueza na festa de casamento de sua filha. Assim, comprou uma chuva de arroz, alimento que simboliza prosperidade na tradição oriental, e jogou nos noivos após a cerimônia de casamento.

O bem-casado é outra tradição brasileira, mas que nasceu de uma mistura de uma tradição portuguesa. O que diferencia o nosso é que a nossa massa é de pão-de-ló!

Vestido de noiva vermelho

Na Índia, os costumes fogem do nosso tradicional vestido branco e véu. Lá, é costume que a noiva vista um vestido vermelho, além da cor presente em jóias, na decoração, nos desenhos de henna e no sindoor, pó vermelho que o marido usa para marcar o meio da testa e a cabeça da noiva, mostrando que a partir daquele momento são do mesmo sangue, duas pessoas unidas em uma só. O tom quente escarlate simboliza romance, libido, alegria, saúde e boa sorte.

Polterabend

Na Alemanha, eles possuem uma tradição chamada Polterabend, onde, na noite anterior ao casamento, os convidados e o casal se reúnem para começar a comemorar, como uma recepção onde todos comem, bebem, dão risada e conversar. Ao final, os convidados quebram as louças no local onde a festa estava acontecendo, e o casal deve limpar os cacos. Essa tradição mostra o trabalho em equipe e, diz a lenda, traz sorte ao casal.

Quebrar copos

As tradições de casamento judaicas falam que os copos devem ser quebrados durante o casamento. Ao fim da cerimônia, o noivo quebra a peça com o pé direito. Acredita-se que, nesse momento, a família estaria mais exposta a coisas negativas como a inveja e o mau olhado, e o copo atrairia todas essas energias negativas. Quando o copo se quebra, com ele são quebradas a inveja, a cobiça, o mau olhado, o interesse e qualquer sentimento ruim.

Falso sequestro com pagamento de resgate

Na Romênia existe uma tradição em que a noiva sofre um sequestro de mentira e o noivo precisa salvá-la por meio do pagamento de resgate. Tudo é combinado e ninguém se machuca, o pagamento do resgate normalmente é em bebidas, declarações ou provas de amor.

Muitas camadas de tecido, peruca e chapéu

No casamento típico japonês, o noivo e a noiva vestem quimonos de seda e chinelos com meias brancas. O quimono possui muitas camadas de tecido, na cor branca que significa pureza e a boa vontade da noiva para ganhar as novas cores do noivo. Além disso, usam uma peruca e um chapéu grande, o wataboshi.

Casamentos no outono-inverno

Muitas noivas tem dúvida na hora de escolher a data e a estação em que será realizado o casamento, com receio de escolherem os períodos mais frios. Porém, os casamentos no outono-inverno fogem da alta temporada, além de ser uma oportunidade para montar ótimos cardápios e investir em uma decoração criativa e aconchegante.

Caso ainda haja dúvidas, aqui vão algumas dicas para organizar o casamento nesse período do ano:

Local adequado

Realizar a cerimônia ao ar livre não é um problema para os casamentos no outono-inverno, mas uma dica para tornar o momento ainda melhor é escolher um horário em que o sol esteja mais presente, trazendo conforto aos convidados. Se o local venta muito, uma boa opção é utilizar tendas para manter os convidados mais aconchegados.

Trajes que combinem com a estação

Para as noivas, a aposta segura são os vestidos mais longos, com tecidos mais encorpados e estruturados, manguinha e saia com volume, podendo usar camadas de tecido para se manter aquecida. Além disso, é possível escolher uma peça de inverno que combine com o vestido.

Para os noivos, uma boa escolha são os tons terrosos, buscando sempre combinar com o tom da pele. E uma boa aposta para as madrinhas são os vestidos metalizados, com tons terrosos e alaranjados, mas tudo irá depender do estilo do casamento.

Decoração aconchegante

Os casamentos no outono-inverno abrem a possibilidade de propor uma decoração mais cálida e aconchegante. Apostar em uma iluminação quente, luz direcional, mantinhas, fogueiras, entradinhas quentes e o que mais sua criatividade permitir.

Aproveitar para usar uma paleta de cores mais característica dessa época do ano, com tons quentes e terrosos para dar a sensação de acolhimento. E nos arranjos florais é possível utilizar galhos e folhas secas.

Além disso, é importante criar uma identidade visual envolvendo todo o casamento, para que crie uma conexão que converse tanto com a decoração da festa, quanto a cerimônia, os trajes e até mesmo o convite.

Cardápio

Pratos mais quentes e calóricos são ótimas escolhas, como os caldos e até mesmo o chocolate quente. Outras ideias são servir feijoada, churrasco, fondue, sopas, massas, pizzas acompanhadas com vinhos e bebidas destiladas.

Por que as noivas usam branco?

O vestido é um tema relevante para qualquer noiva e qualquer cerimônia, já que é um componente importante para a grande entrada da noiva. Mas você sabe de onde veio a tradição do vestido branco?

Sabe-se que o vestido da noiva, durante um período da história, servia principalmente para demonstrar o poder aquisitivo das famílias durante o casamento, ostentando beleza e luxo.

Diferente do que muitos pensam, ele nem sempre foi branco. Na Idade Média, a cor mais usada era o vermelho, enquanto no renascimento e no período barroco, ele era preto. É notável, também, que muitas culturas não aderiram a essa tradição, como a Índia.

Existem algumas versões sobre o surgimento dessa tradição. Confira agora três :

Napoleão Bonaparte

Em 1804, o uso do branco se popularizou na coroação de Napoleão Bonaparte, quando ele e sua esposa Josefina mandaram confeccionar trajes brancos bordados com fios de ouro para a cerimônia, que também marcou a oficialização da união do casal.

Curiosamente, o marco dessa união aconteceu na Catedral de Notre Dame, em Paris, mesma que no dia 15 de abril foi atingida por um incêndio que causou muitos danos, sendo uma ferida também para a história desse patrimônio, que já havia completado seus 850 anos.

Casamento de rainhas

O casamento de rainhas também marcou essa popularização. Uma versão diz que a rainha da Escócia, Mary Stuarts, para homenagear a família materna, usou a cor branca, a mesma do brasão.

Além disso, ainda dizem que a  rainha da França, Maria de Médici, casou com um traje branco com detalhes em dourado e decote quadrado no século XVII.

Rainha da Inglaterra, Vitória

Uma versão romântica diz que, no século XIX, a rainha da Inglaterra, Vitória, usou branco no seu casamento, sendo uma das primeiras nobres a se casar por amor. Além de optar pelo traje branco, ela substituiu a coroa de flores por um véu na cabeça.